Título Original: Manual da Mulher Bem Resolvida
Autora: Taty Ferreira
Ano: 2015
Editora: Planeta
Páginas: 240
Compre aqui

– postada originalmente por mim no Livros e Chocolate Quente

Certamente, há alguns meses, livros com a pegada mais autobiográfica e autoajuda não chamariam atenção, mas percebi que isso era só questão tempo, de encontrar livros com algo ou alguém que realmente me interessa-se. 
Foi assim que desejei adquirir o livro da Taty. Eu já acompanho o canal da autora, Acidez Feminina, a um bom tempo e lá, ela fala todas as verdades sobre o universo feminino e também do masculino, até aquelas que ninguém gosta de saber, ou pelo menos finge que não gostaria. Além disso o canal fala sobre tabus e comportamentos e tudo isso com muito bom humor e uma língua solta! Curiosos? Vem ver o canal dela aqui.
Em Manual da Mulher Bem Resolvida, engana-se quem acha que após finaliza-lo terá todos seus problemas resolvidos. Ninguém vira uma mulher bem resolvida da noite para o dia. E isso é exatamente o que a Taty explica neste “manual”. Antes de tudo, certos tópicos devem estar bem esclarecidos na cabeça dos leitores e para isso, temos a independência e o amor próprio como pilar principal do começo desta construção. 

“A intolerância com a opinião alheia se tornou algo comum, independente do motivo ou assunto. Nunca se falou tanto sobre política no Brasil, mas também se desfez tanta amizade devido a intolerância, fervor e fanatismo.”

Ser bem resolvida e esclarecida em relacionamentos, amor, sexo, desejos e sim, recomeços é tudo que conduz não só uma mulher como qualquer pessoa que busque ser completa. Para isso existem outras coisas que englobam isso, como mudanças de atitudes, aceitar uma visão diferente, não procurar a vitimização e a motivação. O livro tem tudo para te inspirar a levar uma vida mais leve, sem neuras, de forma única e divertida. De levá-la naturalmente. 
Apesar do título, o livro pode ser lido por homens, e inclusive por mulheres que já se consideram bem resolvidas. Lições básicas para se viver bem e da melhor maneira possível nunca é demais, afinal, todo mundo tem seus momentos de dúvidas! Confesso que mesmo lendo o que na teoria eu já sabia, me vi por muitas vezes rindo com tudo que a autora escreve e imaginando tudo aquilo, exatamente da maneira que ela fala em seu canal. Sem enfeites, apenas do jeito “tatyanado” de ser, espontânea e direto ao ponto. No final do livro encarei a leitura como uma descontraída conversa entre amigas, me senti intima da autora, foi algo natural, facilitando ainda mais a leitura. 
Recomendo a leitura para quem procura mais um ponto de vista de alguém que já viveu algumas experiências e que gosta de debate-las. Nem todo mundo é igual, mesmo que você possa pensar de maneiras diferentes em certos momentos, é bom ter uma outra visão de certas situações. Viva a vida coerentemente naquilo que acredita e no que você é, sem apegos externos, principalmente os negativos. Assuma a responsabilidade da sua felicidade. Mais do que um manual para mulheres bem resolvidas, o livro se aplica para quem procurar ser uma pessoa bem resolvida, independente do gênero. Não é o órgão genital que nos impossibilita de conhecer o universo alheio (masculino ou feminino), somos nós mesmos e quando nos dermos conta, percebemos que podemos viver harmonicamente e respeitavelmente. 

“Nunca é tarde para começar a ser alguém bem resolvida”

rela
ciona
dos