Título Original: In Pursuit of Eliza Cynster
Autora: Stephanie Laurens
Ano: 2017
Editora: Harper Collins
Páginas: 352
Compre: SaraivaAmazon

Como segundo livro da trilogia de As Irmãs Cynster, Salva Por Um Cavalheiro devolve a trama o mistério que envolverá um nobre lorde misterioso, que continua sendo chantageado para concluir o vil plano de sequestro. Após os acontecimentos do primeiro livro, Elizabeth Cynster é raptada no baile de noivado da sua irmã Heather com o Visconde de Breckenridge, protagonistas do primeiro livro. Sedada ao longo de todo caminho até Edimburgo, Eliza começa a planejar seu plano de fuga.

Jeremy Carling é um erudito e gasta horas do seu dia em cima de pergaminhos antigos e hieróglifos que precisam ser traduzidos e decifrados. Sua tranquilidade é interrompida quando ele presencia uma cena incomum. Ao que tudo indica, parece ser uma tentativa de fuga. A dama em perigo é uma das irmãs da família Cynster. Eliza, quem lhe fora apresentado em um dos bailes londrinhos. Jeremy não poderia deixar tal ato passar despercebido e ele acredita que deve resgatar a bela dama.
Assim como o primeiro livro, a história da segunda irmã reaviva a premissa envolvente e intrigante, aquela que me chamou atenção desde seu lançamento. O enredo envolverá novamente um sequestro, algo incomum dentre o gênero. A fórmula de início parece a mesma, mas a autora Stephanie Laurens trará outras nuances para esta história. Por sua vez, a família Cynster já entende que existe alguém desejando o mal das irmãs, portanto, existe mais envolvimento e uma certa preocupação por parte de todos, mas lógico, que não é o suficiente.

“A verdade era que a combinação de teimosia e determinação raramente falhava. Não no fim.”

Como sabemos, existem alguns capítulos onde teremos a perspectiva do raptor, o tal lorde misterioso. Aqui teremos mais detalhes sobre o que está por trás dos seus planos, suas motivações e o principal, do porquê estar agindo de tal forma, quando sabemos que as coisas não são como parecem ser. Se me permitem falar, só estes pequenos detalhes que teremos dele fazem com que um leque de possibilidades se forme na minha cabeça, algo que desperta inteiramente o meu interesse para este jovem aristocrata que parece ter muito mais para contar. 
A narrativa é muito boa, mas assim como seu antecessor, a história se amarra nas primeiras páginas, porém, não é algo que atrapalhe. Entendo que é uma das características da autora, preparar bem o terreno para os acontecimentos derradeiros e arrebatadores que estão por vir. Deixei de fora da primeira resenha, porém, sinto que não posso perder a oportunidade dessa vez. Nunca li cenas de amor tão sensuais e românticas como as que Laurens escreve. Elas não são tão artificias como lemos em outros romances do gênero, pelo contrário, elas são bem detalhadas, mas não de forma vulgar, ela se preocupa muito mais a descrição de sensações, vontades e sentimentos. São simplesmente cenas de fazer qualquer um suspirar. 
Jeremy é um personagem encantador. Através dele que identificaremos outro fator inédito e irresistível em um romance de época. Portanto, se você está cansada(o) daqueles mocinhos nobres, lordes, viscondes, duques e afins que se orgulham de suas libertinagens e ostentam o seus status, preparem-se para conhecer Jeremy, um adorável estudioso e apaixonado pelo que faz. Ele acabou se tornando muito mais fascinante em toda sua simplicidade e eu amei cada parte disso.

Eliza também se destaca e se descobre mais segura ao longo do livro. Totalmente diferente da tola e ingênua mocinha do começo do início. Juntos, ambos os personagens se mostram nada convencionais para o habitual e surpreendem ao longo das páginas, transmitem aquela sintonia que faz com que qualquer fã suspire e torça para que tudo dê certo. Nisso, posso afirmar que o envolvimento deles acontece de forma natural e ao seu tempo, daqueles que fazem valer a pena a espera. O fato da trama se passar pelos arredores e na Escócia é outro ponto que se destaca, desde o primeiro livro somos agraciados pelas descrições das belas paisagens por onde os personagens passam.
Por este e por todos os outros motivos citados, Salva Por Um Cavalheiro consegue ser ainda melhor que Conquistada Por Um Visconde. É um romance inusitado, cheio de reviravoltas, bem humorado e apaixonado. Faz com que você deseje fazer parte desta família, apenas para ser sequestrada e depois conhecer o seu herói. Segundo uma renomada especialista em tradução de sinopses no google translate, no terceiro volume, enfim desvendaremos quem é o lorde misterioso que permeia toda a trama dessa trilogia e há boatos que o raptor poderá se mostrar um herói. Eu não vejo a hora de conhecer o próximo volume.


Confira a série As Irmãs Cynster

rela
ciona
dos