Resenha: Paola - Proibido para Menores

Título Original: Paola - Proibido para Menores
Autor: W. P. Ferro
Ano: 2017
Editora: Alley
Páginas: 216

Paola - Proibido para Menores é o romance de estreia do autor nacional W. P. Ferro.

É final da década de 70 e iremos seguir a trajetória de Paola. Com uma abordagem franca e bastante crua, iremos acompanhar todas as dificuldades, preconceitos e machismo que Paola precisou superar ao longo de sua vida. Descendente de uma família de imigrantes italianos, Paola cresceu na Mooca, um bairro característico da zona leste da cidade de São Paulo. Narrado em primeira pessoa, iremos adentrar num mundo de descobertas, encontros e desencontros de Paola, de sua família e de seus poucos, mas verdadeiros amigos.

Logo nas primeiras páginas, descobrimos que Paola não se encaixa em seu meio. Seu pai sempre foi um machista convicto e dono de um temperamento muito forte. Desde pequena Paola precisou lidar com a vida boemia que seu pai levava e com todas as traições que sua mãe fingia não perceber. Isso despertou em Paola o desejo de nunca, jamais, se submeter a tal condição e a vontade de sobreviver a tanta intolerância em uma estrutura familiar precária a moldou durante anos para ser uma mulher diferente. 

"...ao ler Paola tenha em mente a mesa sonoridade de Paula, pois essa é a forma correta de pronunciar o meu nome."



É desta forma que W. P. Ferro, através dos olhos de Paola, irá abordar este e outros preconceitos em uma época onde muitos desses assuntos ainda eram tabus dentro de muitas famílias. É assim que o racismo e a homossexualidade, principalmente, serão explorados através das experiências e vivência da protagonista. Pela forma como Paola confrontou cada um desses assuntos, seja pessoalmente ou através de amigos ou conhecidos, permitiu que o autor apontasse temas polêmicos com bastante audácia. Na pele de Paola, pequenas críticas são feitas e diversas verdades são reveladas ao leitor, é interessante notar que tais questionamentos que são feitos dentro do livro, ainda refletem diretamente com a nossa realidade nos dias de hoje, infelizmente.

Não é à toa que este livro é proibido para menores, Paola relata tudo sem puderes ou ressalvas, o que dá uma certa liberdade ao autor para abordar a sexualidade da personagem aflorada desde sua adolescência. É tudo muito direto e sem floreios desnecessários, o que permite que a leitura tome um ritmo bom na narrativa. De uma forma divertida e em outros momentos até mesmo dura, para os relatos de maior drama, todos os sentimentos são passados com êxito através das palavras de Paola, e este equilíbrio na narrativa pega o leitor desde a primeira página, quando a própria personagem se apresenta e faz questão de explicar a verdadeira pronuncia de seu nome.

Talvez o único momento que o autor possa ter pecado na minha opinião, foi na construção dos diálogos entre a Paola adolescente com uma de suas melhores amigas, Manu. Achei que os diálogos não correspondiam às meninas daquela idade, o que pode ter proporcionado um tom não verossímil na história. Porém isso é apenas um detalhe em um determinado capítulo, mas que de jeito nenhum impossibilita a imersão desta história.



Em Paola - Proibido para Menores, conheceremos a história de mais uma mulher, que assim como muitas, até nos dias de hoje, só deseja se encontrar. Acompanhamos o primeiro namoro de Paola, a perda traumática de sua virgindade, o fim trágico de alguns relacionamentos, os truques e mentiras que ela contava para conseguir seus momentos de liberdade, entre outros acontecimentos na vida de uma jovem mulher, assim como o relato de muitas meninas até nos dias de hoje. Seus medos, suas inseguranças, suas perdas, seus ganhos e suas paixões, tudo é narrado com bastante desenvoltura. Sem esquecer de nenhum detalhe, W. P. Ferro constrói em uma, muitas mulheres, que sempre poderão contar com seus amigos e de sua verdadeira família para ser feliz. 

De uma forma irreverente, única, divertida e cheia de relatos com cenas quentes, Paola encanta o leitor por ser apenas ela. Provavelmente, a história de Paola pode proporcionar uma certa identificação com diversas mulheres, dos mais diversos tipos e origens e esta é toda a beleza da obra. Aqui temos apenas alguns fragmentos da história de Paola, um caminho cheio de percalços, mas com um único e desenfreado objetivo, a fórmula para a felicidade e a busca do amor. Eu não tenho dúvidas que ela ainda tem muitas histórias para contar.

Você pode conhecer mais o autor e comprar um exemplar através do site WPFerro.

10 comentários

  1. Oi Joi, ainda não conhecia o autor ou a obra, mas achei a premissa interessante e acho importante termos livros que levem a pensar, livros que insiram criticas a realidade que vivemos e livros que possamos acabar nos identificando em algum momento. A resenha tá muito boa e a dica é interessante e já anotei ;)

    ResponderExcluir
  2. Humm, interessante esse livro. Ele parece retratar muitas fases da vida de uma mulher e achei legal esse tom de se encontrar, de descobrir as coisas pelas primeira vez e como é e etc. Parece falar bem dos medos e inseguranças e essas coisas de uma forma que a gente se identifica. E até as partes mais tensas e mais brutas chamam atenção. Gosto quando não enchem de floreios pra falar de umas coisas assim. É uma dica legal.

    ResponderExcluir
  3. Joi!
    Bom ver um autor que aborda os temas como racismo e a homossexualidade de forma crua e real, principalmente para a época da ambientação do livro que é nos anos 70, onde tudo era mais agravado e não permitido abertamente.
    Paola deve ser uma personagem forte, embora alguns diálogos dela com a amiga durante a adolescência não condigam com sua personalidade...
    Que o final de semana seja de alegria e paz!
    “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Que interessante este livro Joi! Já estava lendo "Paôla" e acho que deve ser difícil ler como se fosse "Paula"... hahahaha
    Adorei a dica! bjosss

    ResponderExcluir
  5. Olá pessoal, meu nome é Waldir e sou o autor do livro Paola, proibido para menores. Esse é o meu primeiro romance, muito embora tenha alguma experiência com livros técnicos na área de materiais e publicações científicas. Os universo feminino e os temas polêmicos sempre me atraíram e foi justamente através da Paola que tive a oportunidade de expressar meus sentimentos a respeito, de uma forma irreverente e com certa dose de humor. Costumo brincar dizendo que a Paola é o meu alter ego. Quero deixar aqui um grande abraço a todos e em especial à Joice pela oportunidade.

    ResponderExcluir
  6. Achei bem interessante o contexto do livro! Filha de imigrantes que tem os pais meio afastados dela.
    Esse livro parece ser bem forte, profundo e com muitas reflexões.
    O título é bem atrativo e gostei da sinopse.
    beijoss.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não tinha conhecimento sobre esse livro, tem uma premissa bastante maravilhosa e bem real. Nele vemos temas tabus onde são quebrados, temas que muitos sofrem na sociedade ainda na atualidade. Gostei bastante do livro, mostra-se uma história muito maravilhosa!

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei bem interessada nele. Achei o enredo muito bom, e fiquei super curiosa para saber mais da Paola. Já deu pra perceber que ela é uma personagem super real e muito bem construída. O livro todo parece ser muito bom. E adorei essa capa! Já vou colocar o livro na minha listinha :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Achei muito interessante esse livro, não conhecia, gostei pelos temas abordados que estão muito em alta na realidade e também pelo autor escrever sem rodeios, não gosto quando fica enrolando, gosto assim que vai direto ao ponto rs. Parece sr aqueles livros que nos deixa pensando sobre o que foi lido e como existe preconceito pra tantas coisas.

    ResponderExcluir
  10. Oi Joi.
    A trama desse livro é bem interessante.
    Parece retratar a vida de muitas mulheres, com aspectos do nosso dia-a-dia e questões enfrentadas pela sociedade.
    Gostei do fato da narrativa ser direta, sem enrolação.
    Adorei a capa do livro! *-*
    Bjs

    ResponderExcluir