Resenha: Mister O

07 dez, 2017 Por Joi Cardoso

Título Original: Mister O
Autora: Lauren Blakely
Ano: 2017
Editora: Faro Editorial
Páginas: 272
AmazonSaraiva

Mister O é o segundo livro da série Big Rock da autora Lauren Blakely, que podem ser lidos de forma independente por terem protagonistas diferentes em cada história.
Ainda em Big Rock, conhecemos Nick Hammer, melhor amigo de Spencer e um quadrinista muito conhecido pelo personagem que criou. Mister Orgasmo é um herói dos gibis, sagaz e cômico, que entretém os leitores por suas aventuras pelo mundo das mulheres. Distribuir orgasmos é o que ele faz de melhor, assim como Nick, que tem toda e qualquer mulher aos seus pés. Ele segue um estilo de vida bastante interessante, não?
Sua vida sai um pouco do controle, quando Harper, irmã de Spencer e a mulher que mais deseja no mundo, resolve lhe fazer um pedido inusitado. Para conquistar um novo namorado, Harper resolve pedir algumas lições de sedução para o guru do sexo, Nick Hammer. Será que ele seria capaz de resistir à tentação e manter tudo como um simples acordo, sem estragar sua amizade com Harper e principalmente, com Spencer, que lhe fez prometer que jamais chegaria perto da irmã?

“O mínimo espaço entre nós está carregado de luxúria, está bem amarrado com desejo e, pela primeira vez, sinto confiança de que não é uma rua de mão única. Os olhos de Harper estão focados em mim, só em mim, e mesmo que ela não seja boa em ler homens, deve saber o que está acontecendo conosco. Cansei de lutar contra isso.”

Diversão e um pouco mais. É isso que resume Mister O. Assim como foi a leitura de Big Rock, Lauren Blakely segue a mesma fórmula para este segundo livro. Extremamente divertido, leve e apaixonante, Mister O também é narrado pela perspectiva masculina, ou seja, preparem-se para os melhores diálogos e pensamentos sórdidos. Confesso que por uma preferência pessoal, gostei muito mais da personalidade de Spencer, mas Nick Hammer se destaca pela sensualidade e pelo físico (sim, isso é bem descrito para eu conseguir comparar). Apesar disso, Nick me pareceu ser mais bem resolvido em relação ao seu envolvimento com as mulheres, mas sem deixar uma porta para que a mágica do amor aconteça.
Harper Holiday me chamou a atenção logo que a vi. Eu sabia que a autora reservaria uma boa história para alguém tão irreverente quanto ela. Mágica por profissão, Harper se destaca por sua personalidade, pela forma que lida com o público e sua desenvoltura, o que não significa que ela seja tão segura de si assim na cama. E isso é ótimo para o desenvolvimento da trama, temos um bom professor e uma aluna bastante interessada, então as cenas sensuais irradiam química e resultam em momentos de tirar o fôlego.
Os dois personagens funcionarem muito bem juntos, mas não senti tanto aprofundamento neles quanto gostaria. Nenhum apresenta uma grande problemática para ser resolvida no livro, o que acabou tornando a história previsível logo nas primeiras páginas. Mas isso não é um problema, como já disse, a intenção da autora é entreter, dedicar aos seus leitores momentos de pura descontração e isso é um fato com os livros da Lauren Blakely. As páginas vão virando, ela te prende e instiga a cada capitulo e quando percebemos, o livro termina e ficamos com aquele sorriso bobo no rosto.

Durante esta história conhecemos Wyatt Hammer, irmão de Nick. E só pelas pequenas cenas em que aparece, ele desperta a curiosidade necessária para que fiquemos sedentas para o próximo volume da série, que deve ser lançado em 2018 pela Faro Editorial. Algo interessante nesta série é que as sinopses dos livros não são feitas da forma convencional que estamos acostumados a encontrar. Aqui, o protagonista, no caso o mocinho, quem redige uma carta aos leitores, dizendo o que eles poderão encontrar no livro. Nesta pitadinha já percebemos a irreverência e atitude da personalidade de cada um deles. Eu adorei a sacada!
Outra grande característica dos livros de Lauren, que além de nos apresentar personagens carismáticos e inteligente, é a forma como ela aborda a amizade entre os casais. Tanto Spencer e Charlotte, quanto Nick e Harper eram amigos antes de qualquer tipo de relacionamento e isso é uma constante ao longo do livro. O respeito e a cumplicidade entre o casal, mesmo em meio as inseguranças naturais, são determinantes no desfecho e talvez seja o que faça dessas histórias tão gostosas de serem lidas.
Sabe aquelas comédias românticas curtinhas e extremamente gostosas de conhecer? Esta série é justamente assim. Traz uma bela história de amor com cenas mais sensuais, mas que nos divertem acima de tudo. Lauren Blakely ganhou mais uma fã de carteira, Mister O está mais do que recomendado, entrou para o hall de romances queridinhos da minha estante e eu só tenho que agradecer pelo ótimo trabalho gráfico que a editora tem feito. Que o próximo chegue logo!

Confira a série Big Rock:

rela
ciona
dos