Criar ou não criar um blog?

Olá pessoas! Hoje vim falar um pouquinho sobre a minha relação com o mundo virtual e a blogosfera. Bora conversar?



Desde que adentrei neste universo, vi diante de mim muitas oportunidades para expandir o meu alcance, seja no meio profissional ou também para encontrar pessoas que gostassem exatamente das mesmas coisas que eu procurava na internet. Ao longo desses anos, fiz muitas amizades e são incríveis as trocas de experiências e a facilidade que a internet nos proporciona. Conhecer pessoas de outros estados, com outros costumes, sotaques e vivências é mágico, e aprender com isso é simplesmente algo que levarei para a vida inteira.

E vocês devem imaginar qual foi o elemento que mais contribuiu com isso, certo? Foi o Estante Diagonal que expandiu isso além de qualquer rede social. Foi a criação deste cantinho que me ligou a pessoas e lugares. Quando eu era apenas uma leitora acabei me deparando com diversos blogs literários – alguns de pessoas que hoje posso até chamar de amigas – e foi percebendo a maneira que aquelas pessoas se comunicavam com seus leitores que eu tive o desejo de criar o meu próprio blog.

E como foi isso? Há 5 anos eu não tinha tanto suporte quanto se tem hoje em dia, não sabia quais seriam os prós e contras a longo prazo para se manter um blog, alimentado diariamente e garantindo a segurança do meu conteúdo. Então, vai a dica para quem deseja conhecer um meio para isso. Você pode contar o Hostinger que pode hospedar seu blog além de te ajudar com o passo a passo que precisar, principalmente para quem deseja migrar para o Wordpress, assim como eu.

Então, a minha dica para quem deseja compartilhar um pouco do que ama, seja livros, moda, lifestyle ou o que for, é que você simplesmente tente, faça. Crie um cantinho para você e escreva, compartilhe com o mundo, ele pode te ouvir. Não perca a chance de fazer amigos, de expandir sua vida social e de registrar sua vida (ou suas leituras). Eu tenho certeza que daqui uns anos, cada página escrita vai fazer parte de um grande arquivo de lembranças gostosas.

Te tudo que tirei desses cinco anos na blogosfera, o círculo de amizades que fiz é o mais importante, mas saber que o Estante Diagonal hoje faz parte de mim, não tem preço. Esta postagem serve como um agradecimento àquela Joice – a leitora – de 2014. Obrigada por ter tido a vontade de compartilhar as suas leituras com o mundo, por nunca ter desistido e de ter garantido que este cantinho fosse tão especial.

11 comentários

  1. Oi, Joi.

    Há um tempo, criei um blog (dois, na verdade) relacionados a livros, mas acabei desistindo da ideia. Sei que exige muita coisa, muita dedicação e optei por não adentrar na blogesfera.

    Vejo o que um blog literário proporciona (não estou me referindo à cortesias de editoras), em poder trocar experiências e conhecer muitos outros leitores, é sem dúvidas, excepcional.

    Fico feliz, de verdade, pelo o que esse blog tem te proporcionado.

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho um sonho de ter um blog, já tentei uma vez mas confesso que desisti antes da primeira publicação e acho que o medo das responsabilidades foi o que me paralisou.
    Mas não desisti da ideia não, eu sinto muita vontade de compartilhar minhas opiniões após terminar um livro e sei que o blog seria o melhor lugar para fazer isso. Espero conseguir fazer isso em breve!

    ResponderExcluir
  3. Oi Joi,
    Admiro muito quem se dispõe a criar um espaço tão rico em conteúdo como o Estante Diagonal. Durante um tempo tive vontade de criar um blog, mas hoje não consigo me imaginar fazendo isso. Então a influência do meio, para mim, está no incentivo a leitura mesmo, nas indicações e nas possibilidades de poder conversar e discutir sobre os assuntos abordados. Isso foi o que me fez ir atrás de meios como este, pois tinha uma necessidade de poder trocar uma ideia com alguém, de saber sobre os títulos a serem lançados e até de descobrir quais gêneros mais me agradam. Também vou agradecer a Joice do passado por ter tomado essa iniciativa, pois é muito satisfatório poder acompanhar e me identificar com o conteúdo do blog.

    ResponderExcluir
  4. Eu amo ter um blog!rs Mesmo que ninguém o veja, que eu me sinta sozinha lá as vezes, eu adoro ter o meu mundinho. É onde posso jogar na tela tudo que sinto, sem me importar com críticas ou afins!
    Acredito que o que mais nos dá impulso seja isso, um espaço nosso, só nosso,mas que se tiver oportunidade como você teve, poder partilhar com mais e mais pessoas.
    Livros fazem isso, unem as pessoas e fico muito feliz por você ter alcançado seus objetivos!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá Joi!
    Amo acompanhar os blogs e creio que para as pessoas que os criam tempo e dedicação precisam andar juntos, sem contar o amor por aquilo que ama ser compartilhado né...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Joi, imagino que seja bem bacana ter um blog onde registrar leituras, opiniões, fazer amigos e fico feliz por essa experiência ser tão boa pra ti :D ;)

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde!
    Estou há muito tempo com a vontade de criar um blog sobre literatura infantil e também histórias que escrevo. Até criei um, mas percebi que a maioria dos blogs são profissionais, criados por designers, empresas de publicidade. Fiquei com receio desse mundo virtual, porque minha intenção era compartilhar experiências, mas você está me animando a tentar. Parabéns pelo blog. Está excelente!!1
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Joi! Tenho muita vontade de criar um blog ou um canal. Mas sempre que penso nisso mudo de ideia, quem sabe eu não crio um :D

    ResponderExcluir
  9. Olá Joi!
    Amei muito sua mensagem, realmente isso muda com tempo. Eu recentemente criei um blog para mim porque quero compartilhar com aqueles que tem amar a leitura tanto como eu, então a minha dica é nunca desistir, que jogue de cabeça mesmo que der errado porque pelo menos está tentando né.. Obrigada pela dica! haha

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  10. Oi Joi, ainda bem que você criou este espaço para compartilhar conosco! Já pensei em criar um blog literário, mas nunca levei adiante. Blog requer muita dedicação e não tenho tanto tempo, talvez comece com um IG, por ser aparentemente mais fácil de manter. Admiro quem possui conteúdo de qualidade e não gostaria de iniciar algo que não tivesse esse padrão! hahaha

    ResponderExcluir
  11. Admiro as pessoas que se dedicam em ter um blog, penso no trabalho e correria que deve ser para manter sempre atualizado e com conteúdo que agradem os leitores não deve ser nada fácil, tem que gostar e muito desse meio, deve ser maravilhoso conhecer pessoas e eventos relacionados ao meio literário.

    ResponderExcluir