Travessuras da Minha Menina Má #2 | Otávio Bravo

Título Original: Travessuras da Minha Menina Má #2 - Les Seasons
Autor: Otávio Bravo
Ano: 2018
Editora: Chiado
Páginas: 249

Les Seasons é o segundo volume da trilogia Travessuras da Minha Menina Má do autor nacional Otávio Bravo

No primeiro volume desta história, conhecemos minuciosamente Victor, sua família, adolescência, o início da vida adulta, até o dia de sua primeira perda e como este acontecimento foi um divisor de águas. Neste segundo livro iremos acompanhar uma nova fase e talvez um novo Victor.

Estabelecido novamente no Brasil e de volta ao Rio de Janeiro, demora um tempo para que Victor reencontre novamente seu equilíbrio, devido a todas as feridas do passado. Tudo pelo que passou, também o moldou e agora ele não vê mais o mundo com os olhos de um jovem adulto cheio de sonhos. Porém, sua vida como um reconhecido acadêmico, está prestes a mudar quando, em uma fila de banco, ele avista pela primeira vez Maria Eduarda. A partir daquele dia, ele sabia, sua vida mudaria.

Maria Eduarda veio de Porto Alegre para estudar e buscar novos ares no Rio de Janeiro, longe dos tios que a criaram e ainda mais do pai, que nunca fez questão de tê-la por perto. O destino se encarrega de aproximar Victor de Maria Eduarda, colocando-a em sua turma. Mesmo com todos os obstáculos e preconceito, não demora muito para que um tórrido relacionamento de estabeleça entre os dois.

"Com Maria Eduardo comigo, venciam-se quaisquer sopros da prudência e do discernimento."


Assim o leitor adentra na jornada de altos e baixos que Maria Eduarda proporciona a vida de Victor. Por conta desse desenrolar, a leitura, diferentemente do primeiro livro, passa a ser mais ritmada pela personalidade selvagem de Duda. Ela, aos seus 24 anos, só quer se divertir, ir a festas e percorrer o mundo e Victor, mesmo com a vontade de acompanhar sua amada e de nunca ter provado nada igual antes, já se encontra na acomodação dos seus 41. Mas tudo parece valer a pena por ela, seja gastos exacerbados ou o consumo de drogas.

Uma coisa que achei bastante interessante durante a leitura foi acompanhar Victor interagindo com a tecnologia do século XXI. Como o acompanhamos desde sua juventude, é possível perceber a relação de Victor com tudo que há de novo, pois afinal, o mundo amadurece com o personagem. Suas experiências com as primeiras facilidades que temos hoje em dia é destacada na narrativa, como por exemplo, o uso do facebook, skype, smartphones, etc. A narrativa desde segundo livro percorre no período de 2007 a 2013 e aqui, mais uma vez estaremos por dentro de alguns dos acontecimentos que marcarão esta época.

Porém, para mim, o que realmente se destaca nesta leitura são os personagens. Alguns que já começaram a ser construídos desde o primeiro livro e outros que reivindicaram seu espaço com maestria. Maria Eduarda é assim, como disse antes, um furação. No auge da sua vida, com sua fome do mundo e sua paixão estarrecedora, mas também assombrada por feridas profundas. Assim como Victor, estas feridas a moldaram e ao longo da leitura vamos descobrindo, quais foram a consequências disso para ela. Mas lhes garanto, menina má é pouco para caracteriza-la.



Acompanhar Victor, entretanto, é como estar ao lado de um amigo muito próximo. Estamos dispostos a ouvir sobre sua vida, celebrarmos cada conquista e lamentarmos por cada perda. Às vezes até queremos entrar dentro do livro para sacudi-lo, fazer tudo que fosse necessário para que ele perceba o quanto seu amor desenfreado o cega. São todos estes acertos e erros que o constroem e o tornam um personagem tão real. 

A narrativa é feita em primeira pessoa por Victor, que no futuro vem nos contando as suas aventuras ao lado da menina má. Portanto, a leitura é permeada de reflexões, sobre o que seria certo fazer em determina situação e lembranças saudosas. Esta ferramenta só nos instiga ainda mais a leitura, para que continuemos a desbravar este romance. As últimas cinquenta páginas deste segundo volume são pesadas, chocantes e te fisgam completamente. É difícil não querer saber o que acontece depois.

Uma vez que entrei de cabeça neste romance, vejo que não há mais como sair. De uma forma ou de outro, Victor é tudo que Duda precisa e Duda é tudo que Victor busca. Desde o início, muito bem construído e pensado nos mínimos detalhes, Travessuras da Minha Menina Má, chega para lhe roubar a atenção e dar um banho de construção de cenários e personagens. Ao mesmo tempo em que sem querer, - ou talvez por querer mesmo - na pele de seus personagens Otávio Bravo nos confronta com a genuinidade do que é viver, de como a vida é bela e dura com todas suas imperfeições, em todas suas fases e momentos.

Confira a trilogia Travessuras da Minha Menina Má:
1. Avant Les Seasons
2. Les Seasons
3. Aprés Les Saisons

12 comentários

  1. Oi, Joi,

    Referente ao passado - e ao amadurecimento do personagem -, é evidentemente notável o melhor funcionamento e desenvolvimento do livro, com mais altivez.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei muuuuito curiosa pra ler :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/2018/07/entrevista-escritor-sidnei-coelho.html

    ResponderExcluir
  3. Tive que buscar o primeiro livro, já que não me recordava não.rs
    Mas que surpresa gostosa e ver um nacional assim,com personagens tão bem desenvolvidos e um enredo que te joga literalmente na realidade.
    Victor e Duda não só vivem as descobertas do amor, mas também parecem crescer juntos, mesmo que ambos tragam dores e marcas bem profundas do passado e até de ler a resenha, deu essa sensação de ambos, serem pessoas aqui, ao nosso lado.
    Se puder, quero muito conhecer os livros sim!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Achei interessante a diferença de idade dos personagens e como cada um tem sua personalidade bem no estilo polos opostos. O cara já tá estabelecido, já sabe o que quer e tal, e a menina sendo tão selvagem e querendo festas e fazendo uso de muita coisa pra seguir esse estilo de vida mais agitado. Faz pensar em como isso vai funcionar para os dois. E é interessante mesmo poder ver essas mudanças de tecnologia e estilo de vida que o personagem pode nos dar, uma ideia de como foi mudando. Achei isso legal. As reflexões sobre as coisas já feitas, esse olhar de um futuro, essas coisas, deve deixar mesmo um estilo interessante de leitura e que dá curiosidade pra ver como tudo acontece. Parece legal.

    ResponderExcluir
  5. Feliz em saber que a continuação do livro está muito boa e que te agradou. O protagonista parece deixar o leitor envolvido nessa história e o romance parece ser turbulento e movimentar a trama ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi Joi,
    A primeira resenha da trilogia me despertou a curiosidade, mas agora fiquei completamente interessada em conhecer a história do Victor. Fico empolgada em saber que esse segundo livro a narrativa conquista ainda mais a medida que acompanhamos essa nova fase da vida do protagonista, com as novas descobertas e as primeiras consequências da chegada da Duda.
    Uma leitura repleta de reflexões sempre chama a minha atenção, e estou ansiosa para saber o que acontece no último livro, quero conhecer o desfecho da história do Victor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Joi!
    Ouvi flar dos livros do autor e te confesso que me despertou curiosidade em ler, agora conhecendo um poco mais do enredo espero ter oportunidade de ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi Joi.
    Fiquei com bastante vontade de ler essa trilogia ao acompanhar as suas resenhas.
    Parece que nesse segundo livro o ritmo de leitura é um pouco mais acelerado, ao mesmo tempo que a leitura é envolvente.
    Acho que as reflexões saudosistas do narrador/personagem devem ser algo que acrescenta muito a história e faz o leitor refletir sobre o assunto.
    Já está na lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Nessa continuação podemos acompanhar a evolução do personagem, que rumo deu a sua vida. Nessa jornada realmente conhecerá a menina má..kk. Muitos passam pelo que passa, está jovem, quer fazer de tudo os mesmo tempo,o que nem sempre é bom!!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Joi
    Desde a resenha do outro livro fiquei com vontade de ler depois dessa resenha preciso mesmo ler essa trilogia.
    Que enredo lindo quero muito conhecer a vida que Victor leva agora principalmente depois que conheceu a Duda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Joi!
    Não tive oportunidade de ler nem o anterior, nem esse livro, mas gosto das narrativas em primeira pessoa e ver que o protagonista traz suas experiências com a menina má e consegue se dar bem com toda tecnologia que ele não era acostumado, traz um componente a mais para a leitura.
    cheirinhos
    rudy

    ResponderExcluir
  12. Parece ser uma historia que mexe com nossas emoções e de certa forma pesada, as coisas que o personagem faz em nome do amor é dificil julgar, mas deve dar muita raiva no leitor rs.

    ResponderExcluir