A Assombração da Casa da Colina | Shirley Jackson

04 ago, 2018 Por Raissa Martins

Título Original: The Haunting of Hill House
Autora: Shirley Jackson
Ano: 2018
Editora: Suma
Páginas: 240
AmazonSaraiva

Em uma tentativa de sair da minha zona de conforto e ler algo de um gênero que eu nunca tinha lido antes, acabei solicitando A Assombração da Casa da Colina, em parceria com a Suma.Queria ler um livro de terror, daqueles de sentir medo mesmo, e quando li a sinopse desse achei interessante. O livro é sobre uma expedição organizada pelo Dr. Montague, um homem fascinado pelo sobrenatural que deseja a todo custo presenciar uma atividade envolvendo aparições. Ele fica sabendo sobre a Casa da Colina, um lugar que fica nas colinas de uma cidadezinha pequena, bem distante. Muitas pessoas já tentaram morar nessa casa, mas acabaram se mudando devido a fenômenos inexplicáveis. O Dr. Montague faz uma seleção e escolhe quatro pessoas que já passaram por alguma espécie de evento sobrenatural para acompanhá-lo na expedição. A partir daí, começa a estadia dos personagens na casa. No começo todos estão apenas curiosos e acham a situação até divertida, mas depois começam a perceber que a casa tem um efeito estranho nas pessoas que a habitam.

Antes de ler esse livro eu não sabia nada sobre a autora, até porque esse gênero nunca foi o foco do meu interesse. Mas descobri que Shirley Jackson é considerada a “mãe do terror”, muito elogiada, inclusive, por Stephen King. De fato, a escrita da autora é muito envolvente, a propósito, o primeiro parágrafo desse livro é considerado um dos melhores começos de história de todos os tempos.

Entretanto essa não é uma história de terror no estilo espíritos e assombrações. Não faz necessariamente com que o leitor fique com medo. É mais um livro que aborda a confusão da mente humana. Os personagens começam a história lúcidos, porém quanto mais tempo passam dentro da casa, mais confusos ficam. Os diálogos passam a não fazer tanto sentido e a casa afeta cada um de uma maneira diferente.

Mesmo sendo narrado em terceira pessoa, a história claramente foca mais na personagem de Eleanor. Ela é uma pessoa solitária, sempre cuidou de sua mãe doente e nunca pôde aproveitar de fato a vida. Por isso ela aceita o convite do Dr. Montague e vai em busca de sua aventura. Logo de cara ela se dá bem com Theodora, outra convidada da Casa da Colina. Porém, as duas tem personalidades opostas, enquanto Theodora é mais atirada para a vida, Eleanor é contida e reservada. Contudo, logo após conhecer Theodora, Eleanor se mostra muito mais aberta e animada. Seria um efeito da casa?

 

Apesar de ter tentado me arriscar nesse gênero, o livro não me agradou tanto. Acho que minhas expectativas eram de um livro mais voltado para o terror mesmo, o que não é tanto o caso deste. Por ser um livro escrito em 1959, a escrita não é algo que eu esteja acostumada e não prendeu muito a minha atenção. No entanto, é uma obra que deve agradar aos fãs do gênero e de autores como Stephen King, Neil Gaiman e outros. Essa edição foi lançada este ano pela Editora Suma e assim como outro livro lançado da autora, tem capa dura. A ilustração da capa condiz muito com a história e a diagramação está muito boa também.
A história já inspirou a criação de dois filmes, um em 1963, A Casa Maldita, e outro em 1999, A Casa Amaldiçoada. Há informações também que a Netflix lançará uma série baseada no livro ainda neste ano. Quem está escalado para dirigir a série e fará o roteiro será Mike Flanagan, que é familiarizado com produções do gênero.
Enfim, o livro é considerado uma das melhores obras da autora e inspirou muitos autores do gênero. Infelizmente não funcionou tanto para mim, mas a qualidade de escrita da autora é inegável e merece ser lida.

rela
ciona
dos