A Assombração da Casa da Colina | Shirley Jackson

Título Original: The Haunting of Hill House
Autora: Shirley Jackson
Ano: 2018
Editora: Suma
Páginas: 240
Amazon - Saraiva

Em uma tentativa de sair da minha zona de conforto e ler algo de um gênero que eu nunca tinha lido antes, acabei solicitando A Assombração da Casa da Colina, em parceria com a Suma.

Queria ler um livro de terror, daqueles de sentir medo mesmo, e quando li a sinopse desse achei interessante. O livro é sobre uma expedição organizada pelo Dr. Montague, um homem fascinado pelo sobrenatural que deseja a todo custo presenciar uma atividade envolvendo aparições. Ele fica sabendo sobre a Casa da Colina, um lugar que fica nas colinas de uma cidadezinha pequena, bem distante. Muitas pessoas já tentaram morar nessa casa, mas acabaram se mudando devido a fenômenos inexplicáveis. O Dr. Montague faz uma seleção e escolhe quatro pessoas que já passaram por alguma espécie de evento sobrenatural para acompanhá-lo na expedição. A partir daí, começa a estadia dos personagens na casa. No começo todos estão apenas curiosos e acham a situação até divertida, mas depois começam a perceber que a casa tem um efeito estranho nas pessoas que a habitam.

Antes de ler esse livro eu não sabia nada sobre a autora, até porque esse gênero nunca foi o foco do meu interesse. Mas descobri que Shirley Jackson é considerada a "mãe do terror", muito elogiada, inclusive, por Stephen King. De fato, a escrita da autora é muito envolvente, a propósito, o primeiro parágrafo desse livro é considerado um dos melhores começos de história de todos os tempos.

Entretanto essa não é uma história de terror no estilo espíritos e assombrações. Não faz necessariamente com que o leitor fique com medo. É mais um livro que aborda a confusão da mente humana. Os personagens começam a história lúcidos, porém quanto mais tempo passam dentro da casa, mais confusos ficam. Os diálogos passam a não fazer tanto sentido e a casa afeta cada um de uma maneira diferente.

Mesmo sendo narrado em terceira pessoa, a história claramente foca mais na personagem de Eleanor. Ela é uma pessoa solitária, sempre cuidou de sua mãe doente e nunca pôde aproveitar de fato a vida. Por isso ela aceita o convite do Dr. Montague e vai em busca de sua aventura. Logo de cara ela se dá bem com Theodora, outra convidada da Casa da Colina. Porém, as duas tem personalidades opostas, enquanto Theodora é mais atirada para a vida, Eleanor é contida e reservada. Contudo, logo após conhecer Theodora, Eleanor se mostra muito mais aberta e animada. Seria um efeito da casa?



Apesar de ter tentado me arriscar nesse gênero, o livro não me agradou tanto. Acho que minhas expectativas eram de um livro mais voltado para o terror mesmo, o que não é tanto o caso deste. Por ser um livro escrito em 1959, a escrita não é algo que eu esteja acostumada e não prendeu muito a minha atenção. No entanto, é uma obra que deve agradar aos fãs do gênero e de autores como Stephen King, Neil Gaiman e outros. Essa edição foi lançada este ano pela Editora Suma e assim como outro livro lançado da autora, tem capa dura. A ilustração da capa condiz muito com a história e a diagramação está muito boa também.

A história já inspirou a criação de dois filmes, um em 1963, A Casa Maldita, e outro em 1999, A Casa Amaldiçoada. Há informações também que a Netflix lançará uma série baseada no livro ainda neste ano. Quem está escalado para dirigir a série e fará o roteiro será Mike Flanagan, que é familiarizado com produções do gênero.

Enfim, o livro é considerado uma das melhores obras da autora e inspirou muitos autores do gênero. Infelizmente não funcionou tanto para mim, mas a qualidade de escrita da autora é inegável e merece ser lida.

8 comentários

  1. Oi, Raíssa,

    Os elementos agregados sem dúvidas são frutos de uma trama com fatores bem articulados, pois a possível visão distorcida ou irreal dos personagens, oferece ao leitor o benefício da dúvida em relação aos acontecimentos dentro do contexto do livro.

    Do gênero, é esse um dos únicos livros (juntamente com "Sempre Vivemos No Castelo") que eu quero me arriscar a ler e sair da minha zona de conforto, e quem sabe, me habituar a ler mais livros do gênero citado.

    ResponderExcluir
  2. Raíssa!
    Nem preciso dizer o quanto gosto de thrillers do tipo que apenas insinuam as atitudes e com descrição das personagens, abordando apenas o aspecto psicológico de cada um. "A casa é fruto daqueles que a frequentam." Colocação bem feita já que é o cerne do enredo,
    Confesso que mesmo sendo uma reedição de um livro tão antigo, não conhecia ainda e já quero. Deve dar 'borboletas' no estômago poder lê-lo.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA AGOSTO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro o gênero escrito.rs Mas vou confessar que morro de medo do gênero mostrado(filmes, séries e afins).
    Ainda não pude ler esta obra, mas já li muita coisa positiva realmente sobre ela. Mas acredito que livros funcionem com questão de pegar o leitor realmente. Ou a história te pega de jeito ou não pega. Então, não se culpe por não ter funcionado contigo.
    Este livro está na minha lista de desejados, talvez funcione ou não comigo!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Raíssa, esse não é um gênero que corro pra ler mas ver um livro que foi lançado a tanto tempo, 1959, ser relançado é bem bacana e saber que ele ainda pode conquistar fãs também. É uma pena ele não ter sido exatamente o que você buscava mas pelo que vi na resenha é uma leitura interessante ;)

    ResponderExcluir
  5. Raíssa!
    Eu amei sua resenha, estou louca por esse livro!
    Capa linda!
    Vou torcer pra que essa série aconteça, vou amar, eu já vi os filmes que vc citou e adorei...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Quando estava lendo a resenha senti que lembrava algum filme, ou que daria algum filme. Aí quando terminei a leitura percebi que fazia sentido! kkkkk
    Adoro livros de terror, e estou precisando ler este mês para um desafio de leituras. Estava pensando em HEX, mas este tb é uma opção legal, e a edição está uma graça!

    ResponderExcluir
  7. O enredo do livro me lembrou muito o filme Rose Red - A Casa Adormecida, que tem vários elementos bastante parecidos, como a expedição a uma casa abandonada, a escolha de um grupo, os efeitos sombrios do lugar na mente humana, enfim, vários aspectos são comuns a ambos. Nunca li nada da Jackson mas tenho muita curiosidade, visto que sou apaixonada pelo gênero e o próprio King já recomendou a escrita da autora. Acho a edição da Suma linda e espero poder realizar a leitura em breve.

    ResponderExcluir
  8. Fiquei bem curiosa com o livro, esses acontecimentos me deixaram intrigada, que casa que acaba provocando coisas estranhas nas pessoas, isso deve deixar a leitura envolvente de uma forma que enquanto não descobre o que é não consegue parar de ler rs. Já vi outros livros da autora e fiquei curiosa para ler, ainda não li nenhum.

    ResponderExcluir