Resenha: Meio Rei

31 ago, 2016 Por Joi Cardoso

Eu raramente leio fantasia, este é um gênero não muito presente na minha pilha de leitura, mas o engraçado é que sempre que eu leio, eu adoro. Quando fiquei sabendo do lançamento de Meio Rei, primeiramente, fiquei interessada por causa da capa, que é belíssima e já instiga qualquer fã do gênero, e por segundo, não vou negar, foi a quantidade de páginas.
Meio Rei é o primeiro livro da trilogia Mar Despedaçado do autor Joe Abercombrie e nele conheceremos o príncipe caçula de Gettland, Yarvi. Ele é jovem muito inteligente e que estuda incansavelmente para ser ministro no reino de seu pai, o rei Uthrik. Uma posição bastante favorável diante sua condição. Ele nasceu com uma deficiência na mão e por não conseguir brandir corretamente uma espada e um escudo, sempre fora considerado um fraco. Ele é mal visto pelos outros homens que não o consideram um homem completo. De qualquer maneira, seu conforto era saber que, por ser o filho mais novo, ele não tinha a responsabilidade de comandar o reino.

Os planos de Yarvi mudam quando ele acaba sendo avisado sobre a morte do seu pai e do seu irmão mais velho. Ambos haviam sido assassinados no reino vizinho e agora era ele o novo Rei, o Meio Rei. Contra a sua verdadeira vontade, ele assume o trono, afinal é seu fardo, é sua responsabilidade vingar e honrar as mortes de seus familiares.Yarvi é lançado num mundo, que antes era distante, e logo é traído por alguém próximo, diante disso, ele percebe toda a crueldade, cinismo e interesse que impera a sua volta, mas ele percebe que não pode fraquejar, pois seu reino precisa dele. Este é só o começo de sua jornada, o caminho será sinuoso e cheio de desafios, não será um caminho fácil, será árduo e sangrento, mas ele não tem outra escolha a não ser enfrentar o que vier, como um rei deve fazer.

Com base neste pano de fundo, iremos acompanhar o amadurecimento forçado que Yarvi precisa passar e a torcer por ele, mesmo, nos piores momentos. Em uma cena em especial, onde Yarvi vai para a guerra, mesmo com sua limitação física, ele se mune apenas de sua inteligência e consegue se sair muito bem. Parte do feito, é devido ao árduo estudo, que Yarvi teve antes de tudo, quando ainda sonhava em ser um simples ministro em seu reino. Ele teve como se preparar para o que havia de vir, indiretamente e teoricamente. Assim, além de Rei, ele se torna um ótimo estrategista nesta guerra e nesta busca por vingança.

Apesar de toda sua destreza, Yarvi também pena por sua jornada. E isso com certeza, é uma das coisas mais interessantes no livro. Nosso rei terá que abdicar de muita coisa, passar por outras várias e até sacrificar parte de seus desejos por este caminho. Ele é um protagonista com altos e baixos, que acerta, que erra e que sofre as consequências por conta disso, e não uma, mas várias vezes. Com certeza, ao longo da história, Yarvi vai impressionar qualquer leitor, ele vai provar seu verdadeiro valor e uma determinação impensável.

Meio Rei é recheado de reviravoltas, tem uma narrativa dinâmica e fluída, mesmo para uma em terceira pessoa. O protagonista é forte, mas principalmente humano. A leitura flui de uma maneira gostosa de acompanhar e logo nas primeiras páginas já somos totalmente imersos no universo que o autor criou. Aqui também temos os dois lados, o bem e o mal, porém não muito detalhados ou demarcados para o leitor e é por causa deste fator que somos surpreendidos a todo momento e chocados por importantes perdas.

Sem dúvidas, Meio Rei é um livro viciante, emocionante e recheado de aventura. De uma forma simples, mas na medida certa, o livro introduz uma ótima fantasia jovem e que consegue fisgar até os não adeptos do gênero. A narrativa do autor é bastante direta e sem muitas delongas, é fácil de entender até as cenas mais complexas de batalha. Eu recomendo para todos os apaixonados do gênero, para os que pretendem se aventurar por estas águas e também para quem adora aquelas tramas complexas e repletas de segredos, conspirações, intrigas e mortes, bem ala Game of Thrones.

O próximo volume já tem capa divulgada e se chama Meio Mundo, ainda sem data de lançamento. Parabéns Arqueiro, por apostar em mais uma fantasia e pelo belíssimo trabalho nestas edições.

  • Half a King
  • Autor: Joe Abercrombie
  • Tradução: Alves Calado
  • Ano: 2016
  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 288
  • Amazon

rela
ciona
dos

Lançamentos da Netflix para dezembro 6 Motivos para ler Estúpida Promessa 7 Clássicos preferidos dos leitores O que esperar da 2º temporada de Bridgerton?