Julia Quinn foi a autora que me introduziu aos romances de época, gênero este que viraria um dos meus queridinhos da vida e que faria com que eu possuísse uma estante dedicada apenas para ele. Desde que li O Duque e Eu fui e voltei para este universo diversas vezes, conheci novas autoras, novos contextos e vários tipos de perspectivas, dentro de um gênero taxado como clichê por muitos. A questão é que em muitos anos de leitora, me vi surpreendida de várias formas e eu tenho certeza que ainda serei. Os romances de época ainda tem muito a oferecer e eu vejo isso a cada nova notícia, novos livros e novas autoras, que prometem trazer mais representatividade, inclusão e debates.


Já vi isso com livros de Tessa Dare, Mary Balogh com a série Clube dos Sobreviventes e agora chegará ao Brasil a série Mulheres Pioneiras da autora Beverly Jenkins, autora negra que escreve romance de época com protagonista negros. Não é maravilhoso? Agora então, o mundo todo pode ter este gostinho com o lançamento da série Bridgerton, produzido por Shonda Rhimes e conhecida pelo seu trabalho fantástico quanto a temas diversificados.

Bridgerton entreou dia 25/12 na Netflix e claro que eu maratonei a série para contar tudo para vocês, afinal, O Duque e Eu foi o primeiro romance de época que li e eu não poderia estar mais empolgada para esta adaptação. A série adapta o primeiro livro inteiramente, mas também teremos pequenos spoilers sobre o início das tramas de alguns outros livros da série de livros, que conta com 9 livros ao todo. Portanto, se você ainda não concluiu a leitura do quarto livro, poderá se surpreender.


Eu comentei mais sobre a série no vídeo que fiz lá no canal, neste vídeo, que separei por tópicos (você pode escolher pular para a a parte que mais lhe interessar), eu comentei ponto a ponto da série, as mudanças, personagens e questões técnicas. Porém houveram duas coisinhas eu acabei deixando de fora do vídeo, devido ao tanto de empolgação que me encontrava (mas que retifiquei nos comentário do YouTube). Uma delas engloba a inclusão de um personagem bissexual na trama (ou gay, não diz especificamente) e eu amei isso! Isso está incluso no contexto da história, está presente dentro de um romance de época! Não deixem de conferir este comentário que está fixado no vídeo e claro, o vídeo como um todo.

Espero que gostem e que venha a segunda temporada. Logo!

  • Bridgerton
  • Lançamento: 2020
  • Criado por: Chris Van Dusen
  • Com: Phoebe Dynevor, Rege-Jean Page, Julie Andrews
  • Gênero: Drama, Histórico, Romance
  • Duração: 8 episódios - 60 minutos

rela
ciona
dos