Fadas, elfos, gigantes, duendes e até humanos, o mundo que Artemis Fowl apresenta transcende a fantasia, é um emaranhado de formas de personagens que faz seu universo ser único, atravessar gerações e receber uma super produção da Disney.

Filho de um dos maiores ladrões do mundo, Artemis se vê perdido no meio de uma enrascada, para piorar tudo, seu pai não está mais com ele para ajudá-lo e todos os detalhes que ele precisa descobrir deverá fazê-lo sozinho, ou quase isso. O garoto tem apenas 12 anos, e vive nas montanhas da Irlanda, seu maior trunfo é sua super inteligência, o garoto tem um dos maiores Q.Is da Europa inteira, podendo se valer dela para resolver rapidamente muitos dos problemas que irá enfrentar.

Arrisco dizer que mesmo sendo um ótimo personagem, neste primeiro livro, Artemis não é a história principal a ser contada, e sem dúvida, está longe de ser o personagem mais carismático, pois logo no começo da trama conhecemos uma fadinha pra lá de azarada. Holly Short sempre tem a melhor das intenções, porém isso não é o suficiente para que seus planos deem certo. Colocando sempre a segurança dos demais em primeiro lugar, ela luta contra bandidos sem medo, passando por cima das ordens de seus superiores e criando enormes problemas para arrumar os estragos quando as batalhas acabam.

Vocês que me acompanham aqui sabem o quanto eu adoro literatura juvenil, principalmente deste tipo, fantástica, com ação, suspense e uma boa dose de humor, é o tipo de leitura que faz crianças e adolescentes adquirirem o gosto pelos livros, ainda mais por a série ter mais sete livros publicados. Lançados entre 2001 e 2012, os livros foram sucesso no mundo todo, virando um bestsellers, se tornando assim a primeira experiência literária de muitos leitores.

Um dos principais trunfos da obra é a sua dinâmica, os capítulos são rápidos, cheios de diálogos, fazendo a fluidez dela ser primordial para agradar um público que ainda não está acostumado a livros longos e muito complexos. Eoin Colfer tem, certamente, o dom de saber como escrever para o público juvenil, além do público nerd. Uma prova disso é que foi ele o escolhido para escrever o sexto livro da série “O guia do Mochileiro das Galáxias”, sua qualidade é evidente e a maneira de construção de suas obras esta muito bem encaixada naquilo que atrai os novos leitores. Eu costumo falar muito com vocês sobre o livros que tem a capacidade de formar leitores, desta vez falo com toda certeza de que Eoin é um escritor com uma capacidade imensa de formar pessoas apaixonadas pela literatura.

Artemis Fowl: O Prodígio do Crime foi lançado no Brasil ainda no inicio dos anos 2000, e agora, para aproveitar o hype do lançamento do filme, que está disponível no Disney Plus, a editora aproveitou para repaginar a obra, com uma capa muito mais bonita que a original. Além de uma edição bem bonita, com alguns caracteres na barra de cada página, uma curiosidade que confesso a vocês, passei um bom tempo tentando achar uma lógica para eles (não preciso dizer a vocês que não cheguei nem perto de desvendá-lo). Eu nem tenho certeza se há algo para ser desvendado, mas parece muito com algo codificado. Alguém sabe dizer o que pode ser?

Por falar no filme, ele é bem diferente do livro, várias cenas da obra cinematográfica não existem no livro, bem como boa parte do tema central do enredo do livro é diferente do apresentado no filme, inclusive a incrível fadinha Holly Short tem suas aparições bem suprimidas, infelizmente. Achei o filme bem aquém do livro, mas assisti ele junto com meu filho de 8 anos, que não leu o livro ainda, mas amou. Com diversas cenas de ação e um suspense constante, o filme consegue prender bem a atenção do espectador e causar curiosidade nas crianças.

O livro vale muito a pena, de leitura rápida, repleta de momentos ótimos, principalmente para o público infanto juvenil. Fico torcendo para que os outros sete livros ganhem edições tão lindas quanto esta aqui, o filme, infelizmente, teve um baixo lucro nas bilheterias dos cinemas, provavelmente causado por ter sido lançado em meio à pandemia, então já rola o boato de que a série deve ficar sem continuação, uma lástima.

  • Artemis Fowl
  • Autor: Eoin Colfer
  • Tradução: Alves Clado
  • Ano: 2020
  • Editora: Galera
  • Páginas: 288
  • Amazon

rela
ciona
dos

Livros de ficção mais vendido de 2021 Lançamentos de livros previstos para fevereiro Um livro para cada fase da lua Os melhores quadrinhos de 2021