Uma Noiva Rebelde é o ultimo livro da série Os Rokesbys, de Julia Quinn, lançada pela Arqueiro. No livro conheceremos mais dois integrantes das famílias Bridgerton e Rokesbys, Georgiana Bridgerton e Nicholas Rokesby.

Georgiana não é o tipo de mulher que deseja ardentemente se casar, mas sempre imaginou que, se este dia chegasse, pudesse então, ter sua opinião levada em conta em relação ao seu noivo. Bem… as coisas não saem como o esperado, quando Georgie acaba sendo sequestrada por um pretendente, ou então, um vigarista que só deseja o seu dote para limpar o seu nome. A questão é que ela consegue fugir por conta própria, mas por mais que o sequestrador não tenha lhe tocado um dedo, o escândalo foi o suficiente para que sua reputação diante a sociedade ficasse arruinada. Se casar por escolha, agora lhe parecia um sonho distante.

Nicholas Rokesby é um estudante de medicina bem diferente dos mocinhos que estamos acostumados a encontrar nos romances de época. Ele não é tão rico (ele é o quarto filho de um conde), nem é o dito libertino. Seu foco sempre foi os estudos para que no futuro, virasse um grande médico, ou seja, não está nos seus planos se casar tão cedo. Porém, em plena temporada de provas, Nicholas é convocado pelo seu pai para uma emergência familiar e chegando lá, descobre que seu pai o teria prometido para sua amiga de infância, Georgiana, tudo para não ver sua afilhada arruinada.


Casamentos por conveniência sempre foi meu tipo de clichê preferido. Julia Quinn já escreveu outros livros com esta fórmula, mas infelizmente, desta vez eu não comprei o relacionamento desses dois protagonistas. Individualmente, ambos possuem uma simpatia inigualável. Eu adoro o quanto Georgie é perspicaz, decidida e muito pé no chão em relação a sua situação. Ela não é o tipo sonhadora e nem o tipo ingênua, o que pra mim é um diferencial. E Nicholas surpreende por não pensar só em mulheres e nas libertinagens que sua posição lhe proporcionaria, mas juntos eu sinto que faltou aquela chama que tanto nos encanta nos romances de época.

Não que o casal não nos reserve momentos fofos durante a leitura, mas Uma Noiva Rebelde é o tipo de livro que proporciona muito pouco para o leitor. Aqui temos dois amigos tendo que lidar com toda esta situação, com a posição em que foram colocados e ao longo disso, se possível, se apaixonar no meio do processo. E este sentimento acontece gradativamente, mas também rápido demais. Confuso né? Sinto que Julia Quinn se perdeu ao longo do caminho ao construir esta história e quando percebeu, já tinha páginas demais escritas para concluir a história. Resultado? Temos um livro que pouco trabalha as problemáticas do casal (que quase não existem) e quando o faz, é tudo muito rápido.

Confira a série Os Rokesbys

Este não é um livro avassalador, mas passa como um bom livro de entretenimento. Mais um pedacinho de história que compõe e fortalece a união dessas duas famílias. Ou seja, nem tudo é perdido aqui. Há momentos que me chamaram a atenção, como a sede por aprendizado de Georgiana em relação a medicina e o quanto Nicholas é sempre solicito em tirar todas suas dúvidas. A discussão sobre a proibição de mulheres em universidades é bem interessante. Também há uma certa discussão dos tratamentos médicos nesta época, mas algo não muito aprofundado.

Como último livro da série, o final também decepciona, ele é bem agridoce. Temos um pequeno deslumbre de como ambos ficam depois de alguns anos, mas só. Também não temos nada em relação aos Rokesbys dos livros anteriores, então isso acaba sendo um ponto bem negativo na minha opinião. É uma pena porque os outros personagem são tão queridos.

A dica é, se vocês procuram um bom livro que fala sobre o surgimento do amor entre dois amigos, eu indico Simplesmente o Paraíso, primeiro volume da série Smythe-Smith da própria Julia Quinn. Neste livro a autora acerta em cheio a dose!

Enfim, Uma Noiva Rebelde não foi uma leitura que me desagradou por completo, mas com certeza, dentre todos da série, este é o mais fraquinho. De qualquer maneira segue a minha recomendação para que vocês tirem suas próprias conclusões, as vezes, o que pode me desagradar pode ser o diferencial para você. Então leiam e depois me contem o que vocês acharam!

  • First Comes Scandal (Rokesbys #4)
  • Autor: Julia Quinn
  • Tradução: Thaís Paiva
  • Ano: 2020
  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 272
  • Amazon

rela
ciona
dos

Os melhores contos de terror para você ler Livros para ler neste Halloween