O Maior Roubo de Arte de Todos os Tempos | Crítica

28 nov, 2021 Por Stephany Black

Vocês são também fãs de séries de investigações de crimes que ainda não foram solucionados? Se sim, entra para o meu clube, porque é dessas séries que sou fã de carteirinha!

Quando vi que a Netflix ia lançar uma minissérie de investigação sobre o maior roubo de artes do mundo, eu fiquei muito interessada já pela temática, o que eu não sabia era a surpresa que estava por vir e descobrir que eu moro apenas a 50 minutos do local – eu moro fora do Brasil -, então fiquei super feliz, na medida do possível, de poder visitar o museu.

A minissérie se chama O Maior Roubo de Arte de Todos os Tempos, estreou na Netflix dia 7 de abril de 2021 e conta com apenas quatro episódios. Desde o começo a produção deixa bem claro que as obras de artes ainda se encontram desaparecidas. Vamos conhecer nessa minissérie a história do roubo que se deu no dia 18 de março de 1990, em Boston (Massachusetts), no Isabella Stewart Gardner Museum. Uma informação importante é que no dia 18 de março comemoramos o St. Patrick’s Day, onde muitos turistas viajam para Boston para celebrar, pois Boston tem muitos descendentes de irlandeses.

Tudo começou quando os dois vigias noturnos abrem a porta para os ladrões, que estão vestidos de policiais, pois o museu já estava fechado para o público na hora. Após entrarem, os bandidos anunciaram o roubo e amarram os dois vigias noturnos. E ao decorrer de 81 minutos eles levam 13 peças, entre as mais famosas estão três Rembrandt – Christ in The Storm on the Sea of Galilee, A Lady and Gentleman in BlackePortrait Of The Artist as a Young Man; um Manet – Chez Tortoni; um Vermeer – The ConcertAtualmente as obras perdidas são avaliadas em 500 milhões de dólares.

O documentário em si não traz novas informações sobre o paradeiro das peças, mas mostra como todos os envolvidos se esforçaram para, de alguma maneira, tentar achar o culpado deste crime. Hoje, 31 anos depois do roubo continuamos sem respostas para esse mistério. A polícia tentou achar conexões entre o roubo com a máfia italiana e ladrões de artes, porém todas essas tentativas foram frustradas e não chegaram a ninguém.

O que mais me chamou atenção nesse roubo foi que o criminoso não teve nenhum cuidado ao retirar as obras de arte da moldura, o que passa a impressão que a pessoa não tem muito conhecimento – já que quem trabalha com isso sabe o quanto isso é prejudicial às peças em questão. O museu ainda oferece $10 milhões de dólares para qualquer pista que leve ao paradeiro das peças.

Você ficou com vontade de conhecer o museu por dentro? O museu oferece visita virtual clicando aqui.

  • This Is a Robbery
  • Lançamento: 2021
  • Criado por: Colin Barnicle, Nick Barnicle
  • Com: Shelley Murphy, Anne Hawley, Dick Ellis
  • Gênero: Documentário
  • Duração: 55 minutos

rela
ciona
dos

Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário” Junji Ito anuncia série de terror pela Netflix Lançamentos de livros que chegarão as livrarias em breve