Sophie Apperly é a problemática aos olhos da família. Sem nenhuma formação acadêmica é considerada uma párea e é tratada como a doméstica da casa, porém sem remuneração e sem reconhecimento. Apesar de ser renegada, Sophie ama costurar e tem o sonho de um dia abrir o próprio negócio: uma alfaiataria para transformar roupas de segunda mão em verdadeiras obras de arte. Mas para isso ela precisa de dinheiro para fazer um bom curso. E dinheiro é o que ela menos tem.

Como Sophie está desempregada no momento, ela é a opção óbvia da família para que ela vá cuidar por um tempo de um tio distante que tem uma antiga rixa com a família. Com tantos conflitos familiares, Sophie decide que depois de seu compromisso com tio Eric acabar, ela irá para Nova York atrás de um emprego temporário e pede ajuda a uma de suas melhores amigas que mora lá. Além de ser uma ótima oportunidade de fazer sua primeira viagem para fora da Inglaterra.

Enquanto está com tio Eric, Sophie descobre que a família tem direitos a um poço de petróleo há muito esquecido no Texas. E que a pessoa que pode ajudar a saber mais sobre isso mora em Nova York, justamente para onde ela irá em breve. Será que isso será a solução dos problemas financeiros da família? E nessa viagem tudo pode acontecer, até mesmo encontrar uma senhoria muito simpática e seu neto rabugento.


Tem como você devorar um livro ao mesmo tempo que um monte de coisas te irritam na história? Infelizmente, foi justamente o que senti lendo Uma Proposta Irrecusável da Katie FForde. Há vários problemas nessa história e por isso foi impossível me conectar com ela de modo geral.

Milly? Lembra que você se ofereceu para procurar um trabalho para mim? Você pode fazer isso? Mas, se não puder, eu vou para Nova York! Acho que, se eu não sair de perto da minha família insuportável logo, vou enlouquecer!

É inegável que a protagonista Sophie tem um bom carisma, mas isso ao invés de ser um ponto positivo, faz dela uma personagem passiva e submissa. Ela é feita constantemente de capacho pela família (e que família horrível!), apesar de Sophie reclamar deles em pensamento, nada é feito. Nem mesmo quando ela tinha uma boa chance de, no mínimo, dar uma esbravejada, ela se contém e deixa passar mais uma vez. Eu ficava nervosa vendo essas cenas, assim como suas amigas e o tio Eric ficavam.

Algumas situações conflitantes no livro são resolvidas como em um passe de mágica. Puf! Houve cenas ou falas muito aleatórias que nada acrescentavam ao enredo, estavam ali sem nenhum objetivo aparente. Sobre o nosso casal, não senti química neles e nenhum pingo daquela emoção nas cenas que necessitavam disso. Realmente era tudo muito automático! E apesar da sinopse e do título falarem sobre uma tal proposta, ela só acontece no meio do livro e não é nada demais. Foi realmente frustrante ler esse livro e ficar na expectativa de que algo grande acontecesse.

Os únicos personagens que salvaram essa história são a vovó Matilda e o tio Eric. Os dois são carismáticos, mandões e com corações maravilhosos. Foram eles que deram algum tipo de sacudida na história e me renderam algum sorriso no rosto.

Como sempre, deixo claro que essas são minhas impressões sobre a história. Com certeza há quem não goste do livro ou quem vá gostar, e uma dessas pessoas pode ser você que está lendo essa resenha agora. Bom, Uma Proposta Irrecusável não funcionou comigo, mas eu tenho um outro livro da autora na estante e pretendo ler. Quem sabe eu goste?

  • A Perfect Proposal
  • Autor: Katie Fforde
  • Tradução: Thaís Britto
  • Ano: 2021
  • Editora: Record
  • Páginas: 406
  • Amazon

rela
ciona
dos

Livros de bruxaria moderna para você conhecer Livros banidos no Brasil e pelo mundo 6 livros com casas mal assombradas Nimona vai ganhar um filme de animação em 2023