Marcados | Jason Reynolds e Ibram X. Kendi

12 mar, 2022 Por Clara Vieira

Conhecer o passado é conhecer o presente. Conhecer o presente é nos conhecer.” É com essas frases que Jason Reynolds dá início a este “livro de história que não é uma livro de história”: Marcados: Racismo, Antirracismo e Vocês. Trata-se de um “remix” do livro do escritor Ibram X. Kendi intitulado Stamped From The Beggining (ainda não publicado em português). Este “remix” foi escrito com o intuito de tornar o livro original mais acessível para jovens. É através de uma conversa direta e fluída com o leitor, em um formato que em nada se assemelha aos livros didáticos que costumamos ler em escolas, que Reynolds transmitiu a compilação e análise feita por Kendi das ideias racistas e antirracistas nos Estados Unidos. 

O livro foca no surgimento de ideias racistas e antirracistas. Dividido em cinco períodos históricos, que remontam à colonização dos Estados Unidos e vão até o surgimento recente do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), esta obra vai nos apresentando as ideias construídas ao longo da história que embasaram narrativas racistas, deixando explícitos os motivos – sempre ligados a dinheiro e poder – que levaram à construção do imaginário racista tal como ele existe hoje.

O livro também pontua como essas narrativas foram ganhando poder e criando raízes não somente a partir de leis, mas também de livros, filmes, reportagens de jornal, dentre outras formas de mídia. Dentro desse contexto racista, os autores diferenciam as posições segregacionistas e as assimilacionistas, sendo essas últimas aquelas que achavam que pessoas negras deveriam “se esforçar” para “se adaptar” ao padrão branco. 

É impossível, no entanto, falar corretamente sobre o histórico das ideias racistas sem tratar do movimento antirracista, de seu surgimento, de seus grandes expoentes, das ideias que defendiam e de como as espalhavam. “Marcados” não somente apresenta importantes figuras históricas da luta antirracista e seus contextos de vida, como também indica leituras sobre essas figuras ou escritas por elas. Há inclusive uma sessão ao final do livro que contém três páginas de recomendações de outras leituras.

Ao concluir esta resenha, cheguei a pensar que seria estranho explicar porque achei essa leitura importante e a recomendo, da maneira como costumo fazer com outros livros. De alguma forma, me parecia que o tema por si só apresentaria a justificativa da importância desta leitura. Tal como Reynolds explicou com as duas frases que inicia este livro, precisamos saber sobre o passado porque de alguma maneira ele se faz presente hoje e, assim como outras temáticas (e outros preconceitos) o racismo ainda se faz presente hoje. Visibilizar os processos históricos tal como eles aconteceram é necessário para que não se crie nenhum mito sobre o presente.

Se tem algo que este livro me ensinou, no entanto, é que nada na discussão sobre raça é óbvio, incluindo a existência do racismo, que ainda é questionada, apesar de todos os fatos que provam que sim, racismo é um problema muitíssimo real e preocupante em nossa sociedade. Nesse sentido, creio que o próprio livro justifica a importância de sua existência muito mais do que eu poderia fazer, ao evidenciar porque até hoje existe racismo – assim como movimentos que lutam contra ele – e qual é a origem histórica, política e financeira dos mitos racistas e que explicam (mas não justificam) a razão de sua persistência na nossa sociedade atual. Tudo isso faz com que, a meu ver, trate-se de um livro essencial para qualquer pessoa, independentemente da faixa etária… Mas, de toda forma, recomendo enfaticamente para adolescentes (e para que pessoas que convivam com adolescentes recomendem a eles), devido a escrita fluída e acessível de Jason Reynolds, que torna o aprendizado algo interessante e até mesmo fácil.

  • Stamped: Racism, Antiracism, and You
  • Autor: Jason Reynolds e Ibram X. Kendi
  • Tradução: Cecília Floresta
  • Ano: 2021
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 238
  • Amazon

rela
ciona
dos

Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário” Junji Ito anuncia série de terror pela Netflix Lançamentos de livros que chegarão as livrarias em breve