Título Original: You Were Mine
Autora: Abbi Glines
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Compre: SubmarinoAmazon

Para Sempre Minha é o nono livro da série Rosemary Beach e ao contrário dos anteriores, o livro contém uma história única que contará a história de Bethy Lowry e Tripp Newark. Apesar de ser um volume único dentro da série, eu recomendo que a leitura da série seja feita por ordem de lançamento, pois será inevitável os spoilers sobre os outros casais. 
Tripp sempre foi apaixonado por Bethy, desde o verão quando ambos eram adolescentes e tiveram um rápido relacionamento. Porém, o namoro terminou assim como começou e nunca mais aconteceu nada entre eles. Após isso, Bethy acabou se envolvendo com Jace, primo de Tripp e ele resolveu se afastar. Aceitar o fato que Bethy estava apaixonada por alguém tão próximo dele não foi fácil, mas ele estava disposto a nunca revelar seus reais sentimentos, tudo pela felicidade de seu primo e Bethy.
Bethy é a melhor amiga de Blaire, protagonista de Paixão Sem Limites, portanto, já é uma velha conhecida dos fãs da série. Desde então, Bethy passou por muita coisa e um acontecimento em especial a machucou profundamente. Jace se afogou quando tentava salva-la e acabou falecendo. Após um ano e meio da trágica perda de Bethy, ela e Tripp acabam se aproximando, porém estão ligados pela dor devastadora do luto e estarem juntos, depois de tudo que aconteceu, não parece ser o certo, mesmo depois de tanto tempo.

“Eu não podia mentir: já havia procurado por aquele sentimento em outras mulheres. Mas elas não eram Bethy”

Aqui veremos uma personagem consumida pela culpa, literalmente no fundo poço, tendo que lidar com a perda do seu grande amor, com a dor e o sofrimento. Bethy jamais vai esquecer Jace e talvez, está nem seja a intenção da autora em escrever sobre algo tão dolorido para os leitores. Neste livro saberemos o quanto o tempo é necessário para cicatrizar algumas feridas, o quanto as lembranças dos bons momentos sempre serão importantes neste processo de cura e o quanto o amor, sempre estará do nosso lado quando precisamos. 
Por outro lado, Tripp está cansado de correr pelo mundo. Ele percebe que a escolha que fez há anos atrás, o fez perder muito mais que sua herança e agora ele vê a oportunidade de se aproximar novamente de Bethy. Mesmo com estas motivações, Tripp não enxerga isso de forma egoísta ou oportunista, pelo contrário, Tripp respeita a dor de Beth, pois assim como ela, ele também a sente. Ele está disposto a curar as feridas do passado, as feridas do presente e de protege-la da maneira que sempre quis, mas nunca pôde. 
Este é o tipo de livro que o leitor já inicia suspirando. Abbi Glines não vai te poupar. Através dos seus personagens, a autora vai explorar todas as emoções contidas em Bethy e em Tripp. Ao final é impossível não torcer para a felicidade de ambos, que eles encontrassem o alivio que tanto precisavam e principalmente o perdão. Temos dois personagens reais, explorando sentimentos da forma mais humana e crível que podemos encontrar. Assim como qualquer ser humano, eles erram, acertam e erram novamente, mas amadurecem, aprendem e se entregam. Ler sobre este crescimento particular é sempre uma leitura que vai me deixar emocionada.

A personalidade de Tripp, apesar de ser o mocinho mais diferentes de todos da série Rosemary, não foge muito do estereotipo criado por Abbi. Tripp é zeloso em demasia e isso me incomoda bastante. Talvez seja por isso que eu tenho uma relação de amor e ódio com os livros da autora. Acredito que tem muitas coisas que ela acerta em cheio durante o enredo, mas outras ela erra bastante. Entretanto, Glines acerta em desmistificar dois personagens que foram bastante julgados anteriormente. Com as cenas narradas no passado, temos a oportunidade de conhecer parte da vida desses personagens e de que maneira, alguns acontecimentos os moldaram durante todos estes anos. Sem dúvidas, estas passagens foram o ponto alto da leitura e colaboraram muito no entendimento das reações do presente.
Além do relacionamento do casal, os livros de Abbi Glines falam essencialmente sobre a amizade, e em cada nova edição, percebemos isso com mais força e presença na vida desses personagens. Em Para Sempre Minha é notável a importância dos amigos na reconstrução deste relacionamento e neste processo de superação em relação a perda. Woods é quem mais se destaca aqui, fazendo um excelente papel de amigo para ambos os personagens, dedicando um apoio incondicional, mesmo que também esteja afetado pela morte de Jace.

“Coisas que valem a pena não são fáceis – disse Woods. – Você precisa lutar por isso até se cansar. Então você toma um ar e luta mais um pouco. Não desista.”

Este é o livro revela um dos temas mais densos da série até aqui, porém, tratado com uma forma leve e descontraída pela autora. Está tudo na medida certa neste livro e o leitor pode sentir cada uma destas emoções ao longo da leitura. As cenas mais quentes também estão bem inseridas, não acontecem apenas por acontecem como já notei em outros livros da autora, então, mais um ponto positivo. Para Sempre Minha vai te tocar e vai explorar os sentimentos mais doloridos da natureza humana, mas como um balsamo, também acompanharemos dois personagens a caminho da redenção. Um relacionamento que vence o tempo, a culpa e a dor.

Confira a série Rosemary Beach

1. Paixão Sem Limites

2. Tentação Sem Limites

3. Estranha Perfeição

4. Amor Sem Limites

5. Simples Perfeição
9. Para Sempre Minha

rela
ciona
dos