Título Original: The Fire Between High and Lo – Elements #2
Autora: Brittainy C. Cherry
Ano: 2017
Editora: Record
Páginas: 350
Amazon – Saraiva

É incrível o quanto o primeiro contato com a escrita de uma autora pode ser apaixonante. Após conhecer as histórias de Sr. Daniels e do primeiro volume da série Elementos, vi que as histórias que Brittainy C. Cherry conta, são exatamente aquelas que eu amo ler. Com A Chama Dentro de Nós não poderia ser diferente, a obra traz todos os sentimentos que mais me emocionam como leitora em livros de romances e dentre eles está a descoberta do amor por meio da amizade.
Com dramas pessoais bastantes parecidos, mas com realidades completamente distintas, Logan e Alyssa encontraram um no outro o conforto e a compreensão. Uma amizade que cresceu ao longo dos anos devido ao apoio mútuo que ambos precisavam. Logan lida diariamente com a violência familiar. Filho de um traficante e de uma usuária de drogas, assim ele vaga pela vida sem perspectiva alguma de futuro, todos os dias ele luta para conseguir algum dinheiro para a comida e o aluguel de onde ele e sua mãe vivem. Aly é filha de pais ricos, é pianista e um futuro promissor lhe aguarda, porém, precisa aceitar o abandono do pai e principalmente lidar com a mãe que devido ao trabalho e as infinitas exigências, parece tão ausente quanto o pai.
Mesmo apaixonados, Logan não permite que o relacionamento dos dois evolua. Ele se prende as amarras de sua família, no pai abusivo e na mãe doente e drogada. Ele acredita que Alyssa jamais poderia ser feliz ao seu lado e ao permitir que o sentimento cresça estará fadando a vida de Aly ao fracasso, apenas o que ele poderia proporcionar. Apesar de tudo, mesmo resistindo a paixão, o sentimento se fortalece dia após dia e o desejo acaba vencendo. Juntos, eles são capazes de descobrir o amor e o futuro não parece tão sombrio para ambos, até o dia que uma tragédia acontece e os dois acabam separados.

“O amor não era uma benção, era uma maldição, e, uma vez que você o deixava entrar em seu coração, ele o queimava por completo.”

 

Com capítulos intercalados entre os dois protagonistas, é possível compreender todos os conflitos, situações e sentimentos que eles carregam dentro de si. Enxergar os dois lados desta história é essencial, pois permite que o leitor se envolva por completo sem margens para pré-julgamentos quanto aos personagens. O ritmo do livro é bastante rápido, é acontecimento após acontecimento, mas confesso que isso não atrapalhou a minha experiência de leitura. Eu tive tempo o suficiente para derrubar muitas lágrimas ao longo do caminho e de me compadecer com a situação de cada personagem nesta trama, sejam dos protagonistas quanto dos personagens secundários que são muito marcantes. 
Kellan e Erika roubam a cena assim que aparecem, principalmente Kellan que provou existir amor e apoio incondicional mesmo dentro das famílias mais destruídas. Erika por sua vez se mostra bastante focada em seus planos, mesmo que para isso ela tenha adotado métodos bastante peculiares. Apesar de tudo, eu ainda fico com Logan como meu personagem preferido. Ele é um cara bastante ferrado psicologicamente, mas que entre erros e acertos lutou todos os dias contra todas as coisas que o puxavam para baixo. Quanto Alyssa, gostaria de ter me simpatizado mais com ela ao longo da leitura, por vezes achei ela apática demais dentro da própria vida, mas no fim se mostrou determinada pelos seus sentimentos. Acredito que se autora tivesse trabalhado a personalidade da personagem com a mesma medida que trabalhou a de Logan, o livro seria perfeito para mim.  
O perturbador desta história é saber que a realidade mostrada pela autora é algo bastante próximo do mundo real. Aqui nenhuma família é perfeita e todos os personagens tem seus próprios fantasmas. Ver tudo isso retratado de tal maneira é bastante emocionante e permite que o leitor encontre alguns momentos de reflexão dentro das páginas. O amor nem sempre vai aparecer nas histórias mais bonitas, mas com a ajuda das reviravoltas do destino é possível manter esta chama sempre acessa dentro de nós, mesmo diante tantas dificuldades.

“Às vezes, o cigarro queimava por oito minutos. Outras vezes, dez. Mas o que nunca mudava, não importava quanto tempo ele durasse, era o fato de que meu coração, já devastado, sempre se dilacerava um pouco mais.”

A Chama Dentro de Nós é muito mais do que um romance previsível, a grande mágica da autora é transformar um livro, até então nada surpreendente, numa trama comovente e inspiradora para muitos. Essencialmente, o livro falará sobre autoconhecimento, superação, recomeços, família e apoio mútuo, entre irmãos, entre amigos e entre casais. Falará sobre o quanto é importante nos conhecermos inteiramente, sobre procurarmos a cura pra si próprios para enfim, ser a cura de alguém. É perceber que nem todos os dias serão fáceis, mas que podemos muda-los quando realmente quisermos.

Confira a série Elementos:
1. O Ar Que Ele Respira

rela
ciona
dos