Resenha: Palácio de Mentiras

Título Original: Twisted Palace
Autora: Erin Watt
Ano: 2018
Editora: Essência
Páginas: 379
Amazon - Saraiva

Oi pessoal! Olha quem "voltei" para as resenhas de livros! Estava até sentindo falta, mas na verdade, eu estava lendo muito pouco, mas estou voltando ao meu ritmo normal. Uma das séries que me ajudaram a voltar ao ritmo foi "The Royals". Li os dois primeiros livros em cerca de três dias e dei uma sorte danada, pois logo que acabei o segundo livro, tinha recém lançado o terceiro e já fui à luta! Mas sabe que o terceiro eu não li tão rápido como os outros dois? Não sei o porquê, ou talvez saiba sim. Vou discutir isso com vocês ao longo da resenha. Vamos lá!

Para quem ainda não leu nenhum livro da série, trata-se de uma jovem chamada Ella Harper, que vê seu mundo desabar quando perde sua mãe. Sem nunca ter conhecido o pai, e ter na mãe, a única figura familiar, Ella consegue por algum período se manter sem a ajudar de ninguém, fazendo strip-tease em um clube – sua mãe também foi stripper. Certo dia, no trabalho, Ella recebe a visita de um homem que diz ser seu tutor agora que ela não tem ninguém. Obviamente a garota fica receosa, pois a mãe dela nunca havia dado grandes detalhes – apenas que já era falecido – e agora chega um homem que se diz não apenas tutor dela, mas amigo íntimo de seu pai. Assim, Ella é levada para a casa dos Royals, em que o patriarca – seu tutor – é Callum Royal.

Essa é apenas a parte inicial do livro e esta, por se tratar da resenha do terceiro livro da série, irá conter spoiler sobre o enredo de Princesa de Papel e Príncipe Partido, então leiam por suas contas em risco, pois eu vou comentar sobre desdobramentos importantíssimos dos livros anteriores.

"Se eu concordar - repito por entre os dentes -, o Reed vai ser salvo?" 

Palácio de Mentiras inicia com duas bombas. A primeira, Reed é acusado de assassinar Brooke. A segunda, o pai de Ella, Steve, está vivo. A vida de Ella, que estava começando a se tornar tranquila e entrar nos eixos – pela primeira vez – sofre uma reviravolta tremenda. Steve chega diretamente do mundo dos mortos e resolve que é pai de Ella, e que ela precisa seguir suas ordens. Com isso, ele restringe o namoro dela com Reed, já que o mesmo está sendo acusado de assassinato e se for a julgamento, pode ser até mesmo condenado à pena de morte.


Mas será ele o culpado? Esta é uma pergunta que paira na cabeça de Ella constantemente, mas em nenhum momento ela se fecha para Reed, pelo contrário, ela oferece a ele até mesmo a alternativa da fuga, mas Reed sabe que se fizer isso, estará confirmando que é o culpado. Sendo assim, os dois ficam, e unem-se mais do que nunca para saírem desta confusão que se transformou em suas vidas. 

Este é um livro que inicia de uma maneira bombástica, estabelecendo um ritmo frenético logo de cara. Porém, o miolo da trama se torna monótono e uma fatia da história fica um pouco enrolada, a parte investigativa, que eu particularmente adoro, não é bem desenvolvida, deixando a história um pouco menos emocionante. Mas podem ficar tranquilos, esta é apenas uma passagem do livro e no final, para alegria de nós leitores, a história retoma o ritmo e fica eletrizante. 

Na verdade, o final me pegou bastante de surpresa. Realmente não estava esperando e eu achei muito bom. Adorei a maneira que a autora fez as transições de Ella, de alguém que detestava os Royals, a alguém extremamente fiel a eles. Inclusive as pessoas mais avessas a ela, passaram a lhe chamar de Ella Royal em diversas ocasiões e para acompanha a trama desde o começo sabe que isso é uma conquista. Também fiquei bem satisfeita com a transformação da própria família Royal. Os meninos e o próprio pai, que eram tão cheios de machucados e culpas, enxergaram na chegada da Ella - e das verdades que vieram com ela – um caminho, curando um pouco das feridas. 

E para quem ficou apaixonada pela série – e pelos irmãos Royals – como eu, Erin Watt (pseudônimo das escritoras Elle Kennedy e Jen Frederick) já está com o quarto livro da série pronto. Fallen Heir contará a história de Easton Royal, o meu irmão Royal preferido! Espero que tenham gostado, e quem já leu, nos conte o que acharam da série até o momento! 

Xoxo!
Enjoy!
Confira a série The Royals:
1. Princesa de Papel
2. Príncipe Partido
3. Palácio de Mentiras

7 comentários

  1. Oi, Lili.

    Vemos aqui, que, esse momento conturbado, pôde fortalecer os laços e o relacionamento da Ella e do Reed.

    A chegada do Steve, de uma certa forma, é uma maneira de apimentar mais ainda a trama. Eu, particularmente, gosto disso.

    Só li o livro 1. Gostei, mas achei o desenvolvimento dos sentimentos do casal um pouco corrido. Espero que nesse livro, que é decisivo para ambos, eu possa ver melhor a exploração dos mesmos.

    Analisando bem, acho esse mistério todo desnecessário. O foco do livro fugiu completamente...

    ResponderExcluir
  2. Oi Lili,
    Mês passado li Princesa de papel (finalmente, pois já estava com o livro parado a quase um ano) e gostei da leitura. O final reserva um acontecimento que me fez me arrepender de não ter as sequências em mãos para dar continuidade. Os eventos de Palácio de Mentiras me parecem chocantes e acrescentar uma investigação policial na trama é um pouco arriscado, primeiro que a história principal pode se perder um pouco e segundo que esse tipo de elemento requer detalhes para dar uma boa construção a trama. Algo que gostei bastante, foi que já no primeiro livro vemos a mudança na relação de Ella com os irmãos, pois assim como ela precisava de uma família, os Royals precisavam de alguém que os unisse. Não vejo a hora de concluir essa história e espero ter boas surpresas no final.

    ResponderExcluir
  3. Acabei não conseguindo ler nenhum livro desta série ainda, sei lá, sabe quando você lê as resenhas, olha e olha o livro,mas não consegue sentir aquela conexão?? Foi mesmo assim com esta saga.
    Talvez agora lendo a resenha deste terceiro livro, eu me anime a ler, vendo que a história mudou um pouco o foco e trouxe mais esta união e essa coisa de um proteger o outro!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Lili, essa é uma trilogia muito boa, tem sim algumas atitudes que não concordo ao longo dos livros de diversos personagens, uma pegada de novela mexicana cheia de reviravoltas que gosto e adolescentes em meio a muita confusão. As autoras tem uma escrita muito boa e ao final de cada livro deixaram aquele suspense que temos que ter a continuação pra ler, o que é uma boa pra quem vai começar já que os três primeiros livros já foram publicados por aqui. Eu amei a resenha, acho que você voltou muito bem com esse livro e que mesmo com a história um pouco enrolada pelo meio do livro, essa série vale a pena ler e concluiu super bem ;)

    ResponderExcluir
  5. Aaaaa eu to louca pra ler essa trilogia, lendo varias resenhas pra ter certeza que não vou me arrepender então passei direto por essa pra evitar os spoilers kkkk. Espero que eu goste porque to bem animada com essa leitura.

    ResponderExcluir
  6. Oi Lili, bem vinda de volta às renhas! hahaha
    Ainda não iniciei a leitura destes livros, então para evitar spoilers, pulei sua resenha pro final...kkkkk
    Vi que terá 4º livro sendo lançado, quando é assim em geral eu espero sair todos os volumes e ter certeza se vale a pena ou não ler, seja pela quantidade de livros, seja pelo final! hahaha

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro da série, mas fiquei surpresa com os acontecimentos do começo do livro, bem reveladores deve ter deixado a leitura frenética, pena essa esfriada que da, mas para alegria geral volta ao ritmo do começo, isso é maravilhoso. Ella mostra ser de fibra ficando ao lado de Reed mesmo o pai não querendo.

    ResponderExcluir