Oi gente! Hoje, finalmente, trago outra entrevista linda para vocês. Já faz um tempinho que a Thati me respondeu, mas as coisas andam corridas por aqui e só agora consegui organizar algumas postagens! Então sem muita enrolação certo?!

Antes queria agradecer de coração a Thati, por ter dedicado um tempinho dela nesta entrevista. Parabéns Thati, por todo conhecimento que vem recebendo e que as conquistas só aumentem. Que sua evolução seja completa, de pessoa a escritora conquistando muitos corações por aí. Os livros da Thati sempre serão aqueles livros que indicarei, por que falam sobre tudo, sobre toda a forma de amor, de uma forma singela e verdadeira! Para quem não a conhece, esta é uma grande oportunidade.

Thati Machado tem 23 anos e é escritora, modelo e blogueira literária. Tem uma coleção em constante crescimento de mais de cem livros. Graças ao seu pai cultivou arduamente o hábito da leitura e hoje não vive sem seus livros. Aos 12 começou, a escrever poemas que falavam sobre o amor e suas dores. Alguns anos depois criou uma comunidade em uma rede social onde postava histórias fictícias protagonizadas pelos integrantes da sua banda favorita. Hoje, mais madura, devora livros, escreve sempre que pode e se dedica às carreiras de atriz e modelo em formação. Thati estreou no mundo literário com o livro Ponte de Cristal. 

Para conhecer mais acesse: Blog | Facebook | Twitter

1) Primeiramente, Thati se apresente para nós, fale sobre o que você gosta de escrever e o que podemos esperar em suas obras?

Muito obrigada pelo convite, Joice! É incrível estar aqui mais uma vez. Quem já leu alguns dos meus trabalhos, sabe que eu adoro transitar entre os gêneros, mas independente disso, minhas histórias sempre vêm recheadas de lições ou representações de minorias. Na literatura em geral, sempre senti falta de personagens que me parecessem menos perfeitos e mais reais, que tivessem mais a ver comigo e com as pessoas com as quais eu convivo.

2) Você escreve desde muito cedo, como é a Thati de anos atrás que escrevia fanfics e a Thati de agora?
Para a Thati de anos atrás tudo era novidade. Eu não fazia ideia do que estava fazendo, mas fazia mesmo assim, pelo simples fato de que eu sempre amei escrever. Continuo escrevendo por paixão, mas hoje me preocupo muito mais com a técnica, revisão, pesquisa… Acho que a Thati dos tempos atuais está mais madura e comprometida.

3) Sei que é difícil, mas se pudesse escolher a obra que mais te deu prazer em escrever qual seria?!
É realmente muito difícil… Cada história tem um significado especial para mim. Mas confesso que “Poder extra G” me deu um prazer inigualável. A Nina, além de muito divertida, se parece muito comigo. Escrever essa história e compartilhá-la no Wattpad foi uma experiência incrível. Eu já estava sentindo falta do contato direto com os leitores, de sentir que eles participam da construção da trama.

4) Poder Extra G teve um feedback muito positivo desde seu lançamento no Wattpad, quais são os planos futuros para ele?
Todo mundo tem pedido a obra em formato impresso… E ela vai sair em algum momento, só não sei dizer quando ainda. Como essa história tem um significado muito importante para mim, eu realmente quero fazer tudo com calma e dedicação. Não quero apenas publicar, sabe? Então, por ora, só o que eu posso prometer é que vou trabalhar duro para que PEG tenha tudo o que merece. E enquanto o formato impresso tão aguardado não é uma realidade, outras novidades estão a caminho. “Singular”, segundo livro da trilogia, já começou a ser publicado no Wattpad. E em breve, “Poder extra G” também estará disponível na Amazon e (ops, ainda não contei isso para ninguém!) com conteúdo inédito! (PEG já está na Amazon!)

5) Suas obras sempre apresentam assuntos bem pertinentes como pano de fundo, como por exemplo, o preconceito em Com Outros Olhos e PEG, a bulimia em Você Nunca está Sozinho e o bullying em Impermeável (ainda não li Ponte de Cristal e Papel, Caneta e Ação), qual a mensagem principal que tu gostaria de passar para teus leitores quando confrontados com estes assuntos?
Eu sou uma grande sonhadora, sabe? Realmente acredito no ser humano e no seu potencial. Acho que, acima de tudo, quero mostrar como cada um é único e especial. E como é possível respeitar o próximo e tornar o mundo um lugar melhor. 
6) De onde teus personagens vem?! São de pessoas próximas a você?
Isso é algo muito subjetivo. Com exceção da Nina, que se parece muitíssimo comigo, meus personagens são uma mistura de várias pessoas (reais ou fictícias) e nunca de apenas uma. Acho que esse é o grande barato de se escrever… Você pode criar o que quiser e as possibilidades são infinitas!

7) Quais são os planos futuros? Além do spin-off de PEG, Singular, existe outra obra em mente?
“Poder extra G” acabou virando uma trilogia, a pedido dos leitores. Confesso que para mim está sendo uma experiência incrível. Todos os personagens dessa trama me conquistaram de um jeito especial, então é maravilhoso poder aprofundar alguns deles. “Singular”, que já está em andamento, é narrado pelo Noah. O terceiro livro será narrado pela Marcela, melhor amiga da Nina, e já tem até nome: “A Rainha do pouco caso”! Além disso, estou trabalhando no projeto “Doze por Doze”, que estou promovendo no blog “Nem te conto”. Trata-se de um e-book que reunirá 12 escritores e 12 contos, um para cada mês do ano. O lançamento dele está previsto para janeiro de 2016.

8) Por fim, deixe uma mensagem para os leitores do Estante Diagonal!

Estou muito feliz por estar aqui mais uma vez. Adoro o “Estante Diagonal” e a forma como a Joice cuida dele. Se você visita o blog sempre, continue fazendo isso e nós nos esbarraremos mais vezes. E ah, se você leu essa entrevista até aqui, muito obrigada pela atenção. Espero que vocês possam conhecer pelo menos uma das minhas obras e se apaixonar <3

Confira as resenhas que fiz por aqui: Com Outros OlhosImpermeávelVocê Nunca está Sozinho

rela
ciona
dos

Os melhores contos de terror para você ler Livros para ler neste Halloween