Faz pouquinho tempo que saiu Branco Letal, quarto volume da série Cormoran Strike pela Editora Rocco. Lançado em brochura e capa dura, o livro segue o trabalho gráfico dos anteriores e apresenta aos leitores mais um casa do detetive Cormoran Strike, apresentado nos livros anteriores, O Chamado do Cuco, O Bicho-da-Seda e Vocação Para o Mal. O romance policial promete ser o livro mais épico escrito até então, emocionante, cheio de ação e permeado de reviravoltas. Quer mais motivos para começar a ler agora esta série?

O último dos grandes?

Está cada vez mais raro acharmos bons detetives, e Cormoran Strike, o detetive criado pelo Robert Galbraith, sem dúvida é um ótimo investigador. Para quem começou a amar a literatura com as obras cheias de mistérios de Sherlock Holmes, de Sir Arthur Conan Doyle, e de Hercule Poirot, da maravilhosa Agatha Christie, deve estar se sentindo órfão de uma literatura rebuscada nesse sentido. O estilo literário empregado por Galbraith lembra muito a forma como Doyle e Christie trabalhavam com seus detetives, e mesmo que ainda hoje haja os livros de Myron Bolitar, criação de Harlan Coben, este tem um estilo bem diferente e já faz um tempo que não protagoniza uma nova história.

Uma parceira mulher

Você já assistiu Elementary? O que acha de Watson, o companheiro de Sherlock Holmes, ser uma mulher? Eu acho um máximo, adoro ver como a visão dos roteiristas mudou em relação à força e à capacidade feminina. Cormoran tem uma companheira maravilhosa chamada Robin Ellacott, forte, inteligente, sagaz e cheia de charme, ela dá um brilho único às páginas dessa série e a maneira como os dois se relacionam é extremamente maravilhosa, assim como Sherlock e Watson. Outra coisa muito bacana é que Robin não está na vida profissional de Strike desde o começo, a história dela é inserida ao longo da série, até ela possuir importância praticamente igual à do detetive.

Repleto de Ação

Todos os quatro livros já lançados pelo autor contam com muita ação, todos os casos investigados pelo detetive e sua secretária tem cenas bem chocantes, muito bem descritas e cheias de sangue. Um exemplo disso está no segundo livro, quando Robin recebe um pacote com a perna de uma mulher dentro! As mortes e são constantes nas histórias e a dupla constantemente está em perigo iminente, o que deixa os livros com um suspense ainda maior, principalmente quando envolvem diretamente os personagens principais.

Amplo Universo

Um ponto que me atrai muito nas histórias de Strike é o fato de que cada um dos livros se passa em um nicho diferente e os investigadores entram de cabeça nesse ambiente, muitas vezes desconhecido, tanto pelos leitores, quanto pelos personagens. Isso é muito semelhante com o estilo de escrita de Stephen King, que utiliza uma linguagem comum nesses locais para se aprofundar nessas culturas diversas. O primeiro livro, por exemplo, trata do sumiço de uma top model, em O Bicho da Seda a história é sobre o desaparecimento do grande escritor Owen Quine, e em Branco Letal essa roupagem continua, dessa vez tratando sobre as paraolimpíadas dentre outros assuntos.

J.K. Rowling

Para os órfãos de Harry Potter que cresceram, esses livros são simplesmente indispensáveis. J.K. Rowling criou o pseudônimo Robert Galbraith para voltar a escrever de maneira anônima, sem carregar o fardo de ser a escritora mais vendida da história. Autora da melhor série de livros e filmes do universo literário, acredita-se que, possivelmente, o sucesso tenha ajudado com o fracasso do seu primeiro livro pós-Harry Potter, chamado Morte Súbita, que não vendeu como o esperado. Criando Galbraith, ela pôde voltar a escrever sem se preocupar com a imensa expectativa que seus livros criavam.

Porém, isso durou pouco, pois assim que o primeiro livro foi lançado, uma jornalista e crítica literária, achou o livro muito bom para um estreante, começou a investigar e notou que J.K. e Galbraith tinham a mesma editora, o mesmo agente e o mesmo editor, o que a levou a publicar suas suspeitas. Rowling admitiu e processou a empresa responsável por divulgar suas informações, processo esse que foi encerrado com um acordo, obrigando o dono da empresa a fazer uma doação milionária a uma ONG escolhida pela escritora.

Série de TV

Os livros ganharam uma série de TV em 2017, chamada Strike e produzida pela BBC. Possui 5 episódios e adapta os dois primeiros livros. A série foi produzida pela própria autora, seu agente Neil Blair e a direção é de Julian Farino. Em março do ano passado, a autora confirmou que Branco Letal também será adaptado pela produtora, dando seguimento ao seriado, porém ainda sem data definida até o momento.


Está convencido sobre estes livros? Conheça Cormoran Strike, pois além de você matar a saudade dos grandes detetives, também terá um gostinho da escrita da genial J.K. Rowling!

rela
ciona
dos

Adaptações literárias que estreiam em agosto Novo trailer de John Wick e novidades da franquia Novidades sobre Halloween Ends, último filme da franquia Pachinko e outras resenhas de livros para você amar