Nina George já tem dois livros de sucesso publicados no Brasil pela Editora Record, A Livraria Mágica de Paris e O Maravilhoso Bistrô Francês. Eu estava com muita vontade de ler essas obras, mas meu primeiro contato com a autora veio através de O Livro dos Sonhos.

Depois de receber um bilhete do filho adolescente que nunca conheceu, Henri Skinner, ex-repórter de guerra, decide ir ao evento dedicado aos pais na escola do filho, Sam. No caminho ele é atropelado e levado a um hospital. Em estado grave e em coma, lutando para viver, Henri vai permanecer em um mundo de lembranças e sonhos, revivendo a sua vida e vislumbrando o que poderia ser de seu futuro. Sam, depois de descobrir que o pai está hospitalizado, começa a fazer, sem a permissão da mãe, Marie-France, visitas diárias ao pai.

Nessas visitas, ele vai conhecer duas pessoas que transformarão sua vida. Eddie Tomlin, ex-namorada de Henri, que estava a anos sem falar com o ex, mas foi chamada pelo hospital, pois seu número estava como contato de emergência dele. Rever seu antigo amor, ainda mais naquele estado, mexe com ela e com seus sentimentos, assim ela acaba se vendo forçada a rever seu amor por ele. Além disso, seu envolvimento com Sam, o filho que ela não sabia que Henri tinha, vai fortalecer ainda mais seus sentimentos.

Nesse mesmo hospital, uma menina de 12 anos, Madelyn Zaidler, também está em coma lutando para sobreviver depois de ser a única sobrevivente em um acidente de carro. Sam vai sentir uma ligação com a menina e vai começar a visitá-la também, pois ela não merece ficar sozinha. Essas quatro pessoas, bem diferentes umas das outras terão suas vidas cruzadas pelo destino de forma cruel, porém a magia da esperança pode transformar vidas.

Henri é tango. Proximidade, distância. Paixão, ternura. Confiança, estranheza. Ele não fica, mas sempre volta. Isso é o que eu sabia naquela época, e é isso que motiva minhas esperanças hoje.

A característica mais marcante do livro é sem dúvidas a construção dos personagens, todos eles são bem desenvolvidos e aprofundados. A autora trabalhou eles com calma, entregando as informações aos poucos e construindo a essência de cada um conforme a narrativa avançava, sendo assim, temos personagens fortes e reais. Sam é um menino adorável, amável e muito inteligente, é muito fácil se identificar com seus sentimentos em relação ao pai e a nova família envolvendo o novo marido da mãe. Ele passa por uma mudança significativa durante a história e claramente é muito mais maduro ao final do livro.

Eddie foi uma surpresa para mim, pois ela é muito bem retratada. Ela me fez pensar o tempo todo sobre o que estava acontecendo e me coloquei no lugar dela em várias situações. Há na sua figura a representação da mulher bem-sucedida, mas que ainda precisa encontrar o amor. Para mim ela é a melhor personagem! Através do mundo dos sonhos que conseguimos conhecer um pouco de Henri. Ele apresenta alguns comportamentos irritantes, porém compreensíveis para a situação. O modo como sua história vai sendo apresentada através dos sonhos é extremamente interessante.

A narrativa é apresentada conforme os dias de Henry no hospital passam. Além disso, os capítulos são focados ora em Eddie, ora em Sam, ora em Henri, no mundo dos sonhos. A escrita da autora é muito leve e envolvente, sendo assim bem difícil largar a leitura. Há muitas passagens emocionantes e reflexões sobre a vida, a morte e sobre as escolhas que fazemos. É bem possível que você derrame algumas lágrimas quando for ler o livro.

Após perder o pai, em abril de 2011, a autora Nina George passou por uma transformação. A morte do pai foi crucial para moldar a sua escrita. Perguntas envolvendo a morte ficaram durante muito tempo em sua cabeça e por isso ela resolveu colocar em três de seus romances, questões existenciais sobre a morte. Achei muito interessante o modo como a autora retratou esse “quase morte”, pois é como se ali a pessoa pudesse refletir sobre sua vida e voltar para seguir outro caminho.

O Livro dos Sonhos é um livro maduro e reflexivo. Com uma trama focada no sofrimento e na esperança envolvendo amor e família, a autora mostra como nossas escolhas têm poder.

  • Das Traumbuch
  • Autor: Nina George
  • Tradução: Petê Rissatti
  • Ano: 2019
  • Editora: Record
  • Páginas: 378
  • Amazon

rela
ciona
dos

Confira o teaser do novo filme da saga “Jogos Vorazes” Stranger Things: Livros que expandem o universo Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário”