O príncipe Alfiehr está de volta a Castellan depois de passar meses em alto-mar. Ele era o filho mais novo e por isso não tinha direito ao trono, contudo, com a morte de seu irmão mais velho, o seu destino acaba de mudar para sempre. Agora muitas responsabilidades foram passadas para ele, que acabou de virar o herdeiro do trono. Finn tem o poder de se disfarçar, mudando com magia a aparência de seu rosto, isso facilita muito sua vida de ladra. Além disso, faz muito tempo que ela não usa seu rosto real, isso é uma forma de fuga de seu passado.

Quando um artefato mágico e poderoso está sendo procurado por Alfie e Finn, eles acabam se cruzando. Com essa busca em mente, Finn acaba dentro do castelo. Tudo fica muito perigoso quando a dupla libera, sem querer, uma poderosa magia. Afora, com o futuro de Castellan correndo perigo, os dois precisarão correr contra o tempo para salvar a cidade nessa grande aventura cheia de segredos do passado.

Que tipo de rei ele seria se passava as noites procurando por coisas que não devia?

Eu estava muito empolgada para fazer essa leitura. Curto muito esse tipo de fantasia, e a premissa de a história conter elementos inspirados da cultura latina é um diferencial. Contudo a experiência de leitura não foi como eu imaginava, primeiro não encontrei tantos elementos culturais, segundo e a semelhança com Um Tom Mais Escuro de Magia, livro que eu adoro, não me agradou.

A escrita de Maya Motayne é fluida e simples, e apesar de ser um livro longo, a narrativa é muito rápida, pois a autora investiu em muita ação. Ela usou alguma palavras latinas para as magias e isso ficou muito legal, imagino que para quem lê em inglês deve ser muito mais interessante encontrar essas palavras, pois para mim ficou algo comum. Um elemento muito positivo no livro é a magia, que todos possuem, cada um no seu grau, também há aqueles que possuem algumas magias específicas.

Alfie sofre em silêncio pelo que aconteceu com o irmão, então sumir por três meses sem avisar ninguém foi a solução. Contudo, isso gerou um sentimento de raiva em seu melhor amigo e primo, Luka. Sendo assim, a relação deles também teve que ser trabalhada na obra. Além disso, ele precisa lidar com o fato de que agora é o herdeiro do trono, sendo que ele nunca foi preparado para isso. Alfie é um personagem complicado, suas decisões muitas vezes são de irritar e ele passa em alguns momentos a impressão de não se importar com os outros. Mas é exatamente o contrário, o problema é somente ele expressar o que sente.

E, lembrem: não importa o quanto nos afundemos na escuridão, nunca é tarde demais para procurar a luz.

Já Lila é uma personalidade que veio para marcar a história. Ela é corajosa e forte, e senti que aprendeu com os erros mais que seu amigo, Alfie. Ela tem um passado misterioso, que vai ter ligação com outro personagem na história. Toda essa problemática por trás da ladra, mostra que por dentro ela é uma menina confusa e perdida sobre quem realmente é. Todo esses mistério deixou a trama muito envolvente.

Dois elementos apresentados pela Maya não me convenceram. Primeiro, o romance que surge entre os protagonistas, algo neles não deu aquela liga; segundo, os motivos que levam o vilão ser um vilão. O discurso dele parece fraco e sem consistência na maioria das vezes. Fora isso, há muitos elementos legais na trama, a autora aborda temas importantes, como a colonização e a escravidão, com uma discussão de suma importância sobre o assunto durante boa parte da narrativa.

Como o livro é o primeiro de uma trilogia, espero que a autora consiga desenvolver os próximos de forma mais original. Acredito que o livro possa agradar quem não leu a trilogia da V. E. Schwab ainda. Nocturna é no geral um bom livro de fantasia!

  • Nocturna - A Forgery of Magic #1
  • Autor: Maya Motayne
  • Tradução: Flávia Souto Maior
  • Ano: 2019
  • Editora: Seguinte
  • Páginas: 480
  • Amazon

rela
ciona
dos

Men: Novo filme perturbador ganha trailer nacional Adaptações literárias que estreiam em agosto Novo trailer de John Wick e novidades da franquia Novidades sobre Halloween Ends, último filme da franquia