Seis Coroas: Calmaria é o primeiro volume de uma duologia de fantasia, da autora Patrícia Romão.

O livro vai contar a história de 6 coroas, quatro princesas-herdeiras e duas rainhas. Mas antes de conhecê-las, precisamos ser inseridos nesses reinos.

Através das perspectivas de cada narradora, conheceremos as Terras Ricas e os Velhos Reinos do oeste, reinos que cresceram e prosperaram separados durante anos. Religião e culturas diferentes foram alguns dos fatores que os mantiveram separados por tanto tempo, além de uma enorme fronteira. Logo no início da leitura entendemos que uma certa doença, intitulada como Flagelo dos Deuses enfraqueceu e muito alguns reinos, e após duas décadas desse episódio os reinos do ocidente, sempre desprivilegiados e desprezados, encontram a janela perfeita para trazer guerra e destruição ao leste.

É neste contexto que conheceremos Bel, a princesa do reino de Diesse, cuja aparência e personalidade conquistam todos a sua volta, Bi,  princesa de Nordélia, que não vê distinção entre o bem e o mal, Sengala, que sempre colocou Númia à frente do seu próprio amor e vontade, Morga, rainha de Alísino que está à mercê dos costumes do seu povo e de um casamento violento. Também conheceremos Enanien, princesa de Gris, que não deseja mais do que uma via boa e por fim, Vídia, a rainha do Povo Esquecido.

Estas seis mulheres têm suas vidas cruzadas pelas guerras dos homens, seis mulheres de reinos e culturas diferentes que têm suas vidas transformadas pela morte e pela destruição, mas que precisam se unir para manterem íntegros seus reinos e a paz entre todos, nem que para isso, precisem resgatar antigos mitos e lendas em busca de ajuda.


Fazia tempo que não lia um livro que me deixasse tão imersa na história, mérito, sem dúvidas, da escrita fluída e bem desenvolvida de Patrícia Romão. A história, apesar de apresentar elementos complexos de fantasia, com diversos reinos e personagens, em nenhum momento me deixou perdida, pelo contrário, eu queria me envolver ainda mais, saber mais sobre cada um desses personagens tão cativantes.

Seis Coroas é dividido em capítulos e em cada um teremos a narrativa pela visão de um dos reinos, em sua maioria teremos a perspectiva das seis mulheres que mencionei, mas também encontraremos narrativas de personagens também essenciais na trama. É assim que somos apresentados a cada reino, a cada costume e cultura. Ao longo da leitura já estamos tão absortos pelas problemáticas de cada personagem que logo já estamos conectados com suas ações, torcendo por eles e por suas decisões.

Uma guerra eminente é sempre um contexto interessante de acompanhar, ver como os conflitos vão aumentando e como isso vai se desenvolvendo na narrativa da autora, revela uma trama bem amarrada, pensada e inteligente, de forma que nada seja jogado no colo do leitor, mas sim que o mesmo entenda como tudo está acontecendo e quais as consequências de cada ato dos personagens.

A leitura nos revela diversos momentos interessante no enredo, a autora nos surpreende com decisões arrasadoras, sacríficos e cenas que, ao mesmo tempo em que nos entretém e nos mantém fisgados na história, nos revela personagens ardilosos e cruéis. Este ritmo se mantém até o final, quando novas descobertas são feitas e novos personagens são revelados, o que só enriquece ainda mais a trama. Se a intenção da autora era provar toda a coragem e fibra dessas mulheres, que cada uma a sua forma, lutam suas próprias batalhas, isso ela conseguiu muito bem. Aqui são as mulheres que movem as peças e é através de suas decisões que o destino da guerra será traçado.

Sem querer dar tantos spoilers, porque realmente acho que o fator surpresa neste livro é o diferencial, além dos homens, nesta história teremos várias criaturas místicas inseridas no enredo, como dragões, unicórnios e talvez fadas e elfos, talvez? Mas boca fechada por aqui!

Falando brevemente sobre o trabalho gráfico, apesar de eu ter lido na edição digital, toda a diagramação e capa do livro é perfeita. Há algumas ilustrações ao longo da leitura que sempre dão um norte ao leitor. A edição conta também com um mapa para a localização dos reinos e uma espécie de glossário para que você entenda sem problemas em qual reino você estará localizado em cada capítulo. Sinceramente não precisei recorrer a ele, pois como disse, a narrativa é tão assertiva que você entende tudo tranquilamente. Mas de qualquer maneira, a autora está de parabéns pela preocupação.

Calmaria é o primeiro volume dessa história, que deve se concluir com Tempestade, e eu sinceramente não vejo a hora de fazer esta leitura, como há muito não ficava antes com um livro. Seis Coroas termina com um incrível cliffhanger e eu tenho certeza de que você sentirá o mesmo que eu, uma vontade de logo ler o próximo volume e conhecer enfim o desfecho desses personagens e reinos.

Se vocês curtem uma fantasia bem construída, com protagonismo feminino, que envolva diversos elementos fantásticos do gênero, muita ação e conflitos políticos, este livro vai te entregar uma história maravilhosa! Recomendo demais a leitura! Parabéns Patrícia por sua obra e desejo todo o sucesso para você! Seis Coroas está disponível no Kindle Unlimited na Amazon.


Resenha em vídeo

  • Seis Coroas: Calmaria
  • Autor: Patrícia Romão
  • Tradução: -
  • Ano: 2020
  • Editora: Independente
  • Páginas: 472
  • Amazon

rela
ciona
dos

Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário” Junji Ito anuncia série de terror pela Netflix Lançamentos de livros que chegarão as livrarias em breve