Livros de distopia sempre foram os meus preferidos, agora você imagina uma distopia que se passa aqui no Brasil, não tem como perder, né?

Estamos num Brasil há muitos anos a nossa frente, a sociedade como conhecemos já não existe mais e as pessoas agora vivem em complexos urbanos espalhados pela Amazônia. Esse período próspero se desencadeou quando um medicamento milagroso foi descoberto, feito da Vitória-régia Azul, uma planta aquática raríssima. Porém, como bem sabemos, toda vantagem tem seu preço e esta floresta parece esconder muito outros segredos.

Aqui temos como protagonistas dois jovens que vivem em realidades completamente diferentes. Ana e Jonas estarão metidos em uma situação complicada quando cai sobre eles a responsabilidade de irem atrás dos segredos de cultivo da planta milagrosa, antes, é claro, que isso caia nas mãos erradas.


Que alegria nos deparar com uma história tão interessante, ainda mais sendo completamente nacional! Gostaria de agradecer ao autor Eduardo M. C pelo convite em conhecer sua história e parabenizá-lo pelo trabalho. Hoje venho aqui tentar convencê-los a conhecer Amazônia 22 e o quanto é importante desviarmos o olhar para autores independentes que estão produzindo história mais do boas, mas que também engrandecem as riquezas do nosso país.

Amazônia 22 me proporcionou uma leitura leve, despretensiosa, mas extremamente divertida e surpreendente. Me vi absorta nas páginas e ávida pelas seguintes, como se estivesse completamente arrebatada pela trama e pelos desfechos que a história vai tomando. E ainda bem que não me decepcionei com o que encontrei aqui.

O autor acerta em cheio em criar uma trama envolvente, dinâmica e que tem como protagonistas personagens igualmente carismáticos, mesmo que alguns não sejam assim tão simpáticos. Aqui temos protagonistas com dilemas reais diante a sociedade em que vivem e que levantam situações e debates que podem sim ser discutidos na nossa sociedade de hoje. Temos uma liderança dúbia, rebeldes e muitos segredos a serem revelados, tudo que pode nos envolver!

Gostei que o autor não se perde em sua narrativa, não fazendo com que os personagens se percam em compartilhar detalhes não tão relevantes, principalmente sendo eles adolescentes. Pelo contrário, a narrativa é eletrizante, uma distopia cheia de ação e reviravoltas. Terminamos a leitura com aquela vontade de fazer parte dessa revolução e cheios de saudades desses personagens.

As críticas trazidas por Eduardo são sutis, mas interessantes, teremos uma conversa sobre capitalismo, desigualdade social, economia e a importância de sempre estarmos vigilantes aos atos do nosso governo, eu adorei perceber estes pontos. O cenário amazônico também faz referência a fatos históricos da nossa história, quando fazemos um paralelo com a extração da vitória-régia azul com a extração de borracha que aconteceu no Brasil.

Enfim, Amazônia 22 está disponível no Kindle Unlimited e até então não temos data para uma continuação, apesar da vontade do autor de escreve-la. A trama termina com um super gancho para que a aventura de Jonas, Ana e seus amigos não termine por aqui e assim torço para que não. Recomendo demais a leitura, tenho certeza que vocês irão se divertir!

  • Amazônia 22
  • Autor: Eduardo M. C.
  • Tradução: -
  • Ano: 2017
  • Editora: Independente
  • Páginas: 261
  • Amazon

rela
ciona
dos

Os melhores contos de terror para você ler Livros para ler neste Halloween