Eu adoro escolher livros para ler pela capa e/ou pelo título. E esse foi o caso de Escola de Contos Eróticos para Viúvas, de Balli Kaur Jaswal, lançado pela Planeta, pelo selo Essência. Não resisti quando vi a capa e quando li o título. Então sem saber a história, eu embarquei nessa trama, que me surpreendeu e transformou essa leitura em queridinha. 

Nikki tem 22 anos, é filha de imigrantes indianos e mora na Inglaterra. A típica família que foi para outro país em busca de uma vida melhor. Nikki é uma jovem mais distante da religião de sua família e por isso ela acaba ficando mais distante da comunidade indiana que tem na reunião onde mora. Outra atitude dela, foi começar a trabalhar em um bar e ir morar sozinha, contra a vontade de sua mãe. 

Ao fazer um favor para sua irmã, Nikki acaba encontrando, em um centro comunitário da comunidade punjabi, um anúncio para uma vaga de emprego como professora de escrita criativa. Ela vê a oportunidade de ajudar mais a mãe e a tentar se encontrar como profissional. Contudo, ao chegar, sua primeira surpresa é perceber que suas alunas, viúvas sikh, não sabem escrever em inglês. Assim ela precisará começar um processo de alfabetização. Sua segunda surpresa acontece quando ela percebe que essas viúvas estão compartilhando um livro de contos eróticos. Entre muita conversa, desabafos e momentos de escrita, NIkki e essas mulheres irão se unir e revolucionar a comunidade.

Histórias não são responsáveis por corromper ninguém – Nikki argumentou. – Elas dão às pessoas uma chance de vivenciar coisas novas.

Gente, como é bom ler um livro que nos surpreende positivamente né?! Eu gostei muito de vários elementos desse livro. O primeiro é claro é a cultura indiana. Aqui nessa realidade, como a história se passa em Londres, também vemos o choque de culturas. E isso é muito interessante, pois é através de Nikki que acompanhamos a “modernização” dela como jovem que não quer seguir todos os costumes da religião da família. E através da mãe, da irmã e das viúvas conseguimos aprender mais sobre a cultura punjabi. Além disso gostei muito do contraponto entre as realidades, pois foi através dela que conseguimos compreender o que se passa com as mulheres indianas, o que elas pensam e o que desejam, mesmo que isso em alguns momentos seja contra o que elas estão acostumadas. Afinal elas só querem ser felizes em seus casamentos e vidas, se sentirem amadas e sentirem prazer.

Toda essa relação dessas mulheres é muito bacana e muito bonita. Há um sentimento de empatia entre eles muito legal. Conforme elas vão escrevendo os contos e compartilhando suas experiências e seus desejos, mais unidas elas ficam. Assim, elas vão se transformando aos poucos, principalmente nossa protagonista, que tem um crescimento significativo e muito bonito durante a trama. Os contos eróticos são muito divertidos e bem picantes, mas a construção e leitura deles, que é feita por elas em voz alta, é melhor ainda.

Uma coisa muito legal que a autora fez aqui foi relacionar todos os assuntos. Então quando falamos de família, automaticamente estamos falando de religião. Eu gostei muito de ver como a autora faz essa relação, pois aqui temos uma mãe que precisa enfrentar uma nova vida e é muito preocupada com suas filhas, uma irmã que quer seguir seu modo de viver de forma indiana e Nikki, que internalizou a vida inglesa. Cada integrante da família tem sua importância e ver como Nikki lida com essas duas mulheres é em alguns momentos engraçados e em outros emocionante. É sempre muito bonito ver uma família que se importa com a felicidade de seus membros e tenta compreender o que cada um quer para si. 

Apesar de Nikki ser considerada a protagonista do livro, eu gostei muito que em vários momentos, sua figura sai de cena para outra questão ser levantada. Há um mistério envolvendo uma personagem, e eu gostei muito disso, pois na vida real muitas coisas acontecem com muitas pessoas, então acho válida a ideia da autora de mostrar o que acontecia com diversos personagem do livros. Ela fez isso muito bem e acho que não faltou nada.  Os momentos em sala de aula são gostosos e eu aprendi muito com essas mulheres incríveis, queria estar com elas em sala de aula, conversando  e mal vendo o tempo passar.

Escola de Contos Eróticos para Viúvas é um livro incrível que vai falar principalmente de mulheres indianas e de como elas são vistas e tratadas dentro dos casamentos e da sociedade indiana, é claro tudo ligado à religião. Contudo, aqui também temos empatia, aceitação, libertação e empoderamento.

  • Erotic stories for punjabi windows
  • Autor: Balli Kaur Jaswal
  • Tradução: Flávia SoutoMaior
  • Ano: 2021
  • Editora: Essência
  • Páginas: 304
  • Amazon

rela
ciona
dos

Confira o teaser do novo filme da saga “Jogos Vorazes” Stranger Things: Livros que expandem o universo Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário”