Quase Rivais, de J. Sterling é uma releitura de Romeu e Julieta, portanto, aqui teremos duas famílias rivais, porém o nosso Romeu da vez sempre foi completamente apaixonado por Julia. E lógica que Julia sempre teve uma caidinha pelo seu vizinho James, mas nunca se rendeu verdadeiramente ao sentimento.

Acontece que as duas famílias são inimigas por gerações, desde que seus avós, melhores amigos na época, migraram da Itália para os EUA e cada um criou seu próprio vinhedo, tornando-se também concorrentes no mercado de vinhos. No início da trama James tem mais uma chance de se aproximar de Julia, quando um incêndio acidental inicia e James acaba fazendo de tudo para salvar as vinhas de Julia. A partir desse episódio, a atração fica mais forte entre os dois e vai ficar ainda mais difícil resistir a esta paixão.

A autora faz citações diretas de Romeu e Julieta, de William Shakespeare, durante sua obra. Cada capítulo inicia com alguma citação da obra do dramaturgo, que acaba se alinhando com os acontecimentos da história que vem a seguir. Além disso, personagens secundários e amigos de Julia e James fazem esta comparação do tempo todo, como se eles realmente fossem os montéquios e capuletos da atualidade. Achei todas estas referências divertidíssimas, fazendo com que a autora não precisasse esconder de que se trata realmente de uma releitura a sua maneira.

E como estamos falando de J. Sterling, lógico que teremos umas cenas mais quentes entre os personagens, mas nada demais, acho que está na dose certa! Aliás, este livro proporciona uma leitura rápida, leve e divertida, ideal pra quem tá procurando algo para relaxar um pouco e dar algumas risadas também.

Falando um pouco sobre os personagens, adorei que James sempre foi um cara bem resolvido em relação aos seus sentimentos, e apesar de ter errado no passado, nunca se isentou dos seus erros e sempre que possível, sempre desejou ser claro com Julia, que sempre foi mais durona em relação a isso. Além disso, James tem um lado mais sensível, demonstrando isso em sua arte, que é um segredo que ele esconde de quase todos.

Julia sofre muito mais pressão da família e sobre o legado que precisa deixar com sua produção de vinhos, que atualmente é a melhor da região (o vinho de James é o segundo), e seu pai sempre nutriu um ódio imensurável quanto a família rival, portanto, é mais fácil de entender a sua resistência e a prioridade que ela dá ao seu trabalho. De qualquer maneira, ambos nutrem uma química muito gostosa de acompanhar que vai crescendo aos poucos, ambos funcionam muito bem como casal.

Adorei fazer a leitura de Quase Rivais agora, acabei me arrependendo de não ter feito a leitura antes, mesmo que seja uma história breve e não tão aprofundada, foi tão rapidinha e divertida. Para quem se interessar, fiz a leitura pelo Storytel, onde a narração é incrível e há narradores diferentes para os capítulos de James e Julia. Recomendo bastante e você pode testar o aplicativo por 7 dias gratuitamente. Se você ler, depois me fala o que achou.

  • Bitter Rival
  • Autor: J. Sterling
  • Tradução: Ricardo Lelis
  • Ano: 2020
  • Editora: Faro Editorial
  • Páginas: 160
  • Amazon

rela
ciona
dos

6 livros para seis signos Lançamentos da Netflix para dezembro 6 Motivos para ler Estúpida Promessa 7 Clássicos preferidos dos leitores