Resenha: A Mais Pura Verdade

Título Original: The Honest Truth
Autor: Dan Gemeinhart
Ano: 2015
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Compre aqui

Dia 19 de fevereiro colocamos aqui no blog nossas primeiras impressões sobre os seis primeiros capítulos de A Mais Pura Verdade. O livro é um dos lançamentos da editora e agora vou falar o que achei sobre a obra como um todo. 

Conheceremos Mark, um garotinho de apenas 12 anos que decidiu fugir de casa. Ele levou consigo apenas seu cachorro Beau, uma máquina fotográfica antiga, meio equipamento de escalada, seu caderno e alguns remédios. Destino? Realizar seu maior sono, escalar uma montanha. Logo que descobri que junto, ele levava remédios, já vi que estava diante de mais um sick-lit. E este tipo de leitura é o que mais me envolve, o que mais me faz refletir e o que mais agrega para minha vida. Desde o início sentimos a dor de Mark, tantas as internas e externas, e que tipo de sofrimento ele está passando com sua decisão. 

"- É como se, sei lá, eu levasse um pedaço de vida comigo. Todas essas coisas acontecem, todos esses pequenos momentos passam por nós e vão embora. Então você vai embora. - Inspirei profundamente e expirei no vidro da janela. - Mas, quando você tira uma foto, aquele momento não passa. Você o prende. É seu. Você pode guardá-lo."

Ao longo do caminho, Mark registra tudo, por onde passa ele tira uma foto. Ele também enfrenta muitos obstáculos e alguns complicados e injustos demais para um garoto de 12 anos, além é claro, da injustiça maior, aquela que está em algum lugar em seu corpo, o matando. Mas Mark é determinado e corajoso, desde pequeno superou todos os horrores da sua doença. Estava decidido, ele viveria a maior aventura de sua vida e nada e nem ninguém poderia impedi-lo, nem mesmo ele. Ele não desiste, mesmo que em dado momento fosse exatamente isso que ele gostaria.


A cada meio capítulo temos a visão dos outros personagens diante a fuga de Mark, e é através deles que sentimos na pele todo o sentimento envolvido no livro, o amor de pais para filho e de uma amiga para amigo. A propósito, um dos focos do livro se baseiam na verdadeira amizade de Jessie, melhor amiga de Mark e do cãozinho mais do que fiel dele.

Em A Mais Pura Verdade temos uma lição da vida, é um livro que ao fecharmos é impossível não querer refletir sobre a vida, sobre nossas reclamações e ingratidão. Mark apesar de muito novo se mostra de uma maturidade incrível, ele aprende e nós ensina a lidar com sua dor, isso é tão verdadeiro que dá vontade de entrar no livro só para dizer que tudo vai ficar bem.

O autor Dan Gemeinhart consegue prender bem o leitor, com uma linguagem simples e com todo um suspense dosado a cada final de capitulo, eu tirei apenas uma estrelinha dele na classificação pelo final, não fiquei totalmente satisfeita, foi tão... inesperado. Depois, analisando bem, consegui sacar a dualidade da história e o autor deixa totalmente nas mãos dos leitores a sua interpretação.


A diagramação está linda, desde o livreto conseguimos visualizar o ótimo trabalho da Editora Novo Conceito, mas agora com a obra finalizada em mãos, podemos ver o quanto o livro se encaixa como um todo no contexto, inclusive a ilustração da capa, que mostra uma cena bem peculiar do livro e que me rendeu muita aflição durante a leitura do trecho.

Apesar disso eu não me emocionei totalmente, achei que o autor quis manter uma linear na escrita e dosou demais os sentimentos, não derrubei nenhuma lágrima mas é como eu disse, o livro nos permite refletir, é uma história sensível e singela que prova que o importante, as vezes, não é chegar ao seu destino mas sim como, por onde e porquê, você vai chegar lá. Recomendo a todos que procuram um livro tocante, para todas as idades e com uma linda mensagem.

20 comentários

  1. Oi Joi!
    To louca pra ler esse livro, mas como tenho muitos ainda por ler na estante, vou esperar diminuir a lista!
    Bjs da LE
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
  2. Todos falam bem desse livro e tenho uma curiosidade de lê-lo! mas a minha situação é a mesma que a da Le... tenho muitos livros na lista então vou ter que esperar para ler esse...
    Os livros da nova conceito são lindos e isso ajuda muito na leitura.
    bjs bjs
    http://formula-amor.blogspot.com.br/2015/03/sorteio-1-zaphir-guerra-dos-magos.html#comment-form

    ResponderExcluir
  3. Eu perdi o prazo pra conseguir o exemplar :(
    Quase chorei de tristeza. Falando em chorar... Joi, você chora a toa com livros com histórias tocantes? Porque eu acho que eu tenho um coração de pedra! Conto nos dedos os livros que me fizeram chorar (e quando eu digo chorar eu quero dizer deixar meus olhos marejados e no MÁXIMO derrubar UMA lágrima):

    Marley e Eu
    Mistborn: O Império Final
    A Volta
    A Luneta Âmbar (da série Fronteiras do Universo)

    Pois é.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marley e Eu emociona a pessoa mais fria do mundo hahaha nunca conheci nenhum que não tenha se emocionado =/ vou dar uma pesquisada nos outros que comentou Babi, não conhecia!

      Excluir
  4. Oi Joi!
    Segunda resenha que leio hoje a respeito desse livro e ambas falaram a mesma coisa:> a falta de emoção da história. Eu inclusive desisti de ler por achar que iria me emocionar demais, afinal é criança e e doença, acaba mexendo demais comigo. Fiquei frustrada ao saber que não era nada do que imaginava. Mas enfim, ao menos parece ser uma história legal, né?
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é boa Neyla, mas para mim faltou algo =/

      Excluir
  5. Oi Joi, eu amei esse livro. Achei uma história muito emocionante e conseguiu tirar lágrimas de mim. Sabe o que mais gostei no livro? foi a amizade de Mark e de Beau, isso sim foi emocionante *o*

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  6. Amiga olha primeiramente PARABÉNS, porque eu amei a maneira como você desenvolveu a sua resenha. Deixou bastante clara e objetiva e eu adoro isso. Outra coisa é dizer que estou curiosa para ler esse livro, porque eu ainda não tive oportunidade, pois só irei ler mesmo mês que vem, porque já tenho todos os livros agendados para esse mês que na verdade já está terminando. Mas tipo, posso te dar uma dica de um livro que você vai gostar? Logo estou soltando resenha também....AS CORES DO ENTARDECER. LIVRO PERFEITO. Nunca vi um livro tão lindo na minha vida. Sério. Leia que você vai ver que livro INCRIVEL !

    Se cuida linda e parabéns pela resenha mais uma vez

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-as-estranhas-e-belas-magoas-de.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silvana, vou dar uma lida na sinopse deste ^^ Bjs

      Excluir
  7. Oi Joi,
    Sabe que tenho um certo receio de ler livros com nucleo central reduzido? Me parece que A Mais Pura Verdade foca na jornada do Mark, e acho que deve ser dificil conduzir um livro com poucas interações entre personagens. Afinal, se ele esta escalando o monte sozinho, o livro tem que se focar mais no aspecto psicológico, e não sao todos os autores que conseguem fazer um bom trabalho nessa area.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Alexandre, o autor focou bastante nos flashbacks e no capítulos e "meios" onde ele mostra os familiares e amigos de Mark procurando ele.

      Excluir
  8. Oie, tudo bom?
    Eu também esperava um pouco mais de emoção, principalmente no final. Porém, isso não tira o brilho dessa cativante obra. O Mark é realmente um menino independente e cativante. Acompanhar sua aventura é algo que leva o leitor a refletir e pensar na vida. Amei o livro porque é uma história emocionante e reflexiva.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Aline, a falta de emoção não significa que seja um livro ruim, pelo contrário.

      Excluir
  9. Oi, Joi.
    Vi muitas resenhas falando sobre o fato de o livro não ser tão dramático quanto parece, mas só por ser sick-lit já me preparo para suar os olhos e ficar com uma ressaca literária depois. Estou super curiosa para saber o final. E realmente, a diagramação e a capa são belíssimas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lary depois passa aqui e me fala o que achou =D Bjs

      Excluir
  10. Oi Joi, tudo bem?
    Terminei de finaliza-lo ontem à noite e ainda estou meio intacto por causa dele ~acho que vai me dar ressaca literária rs~, mas tipo eu adorei totalmente o livro, só não entendi muito o final, achava que ia acontecer uma coisa, mas acabou não acontecendo, me senti confuso (rs). Adorei demais todos os personagens, principalmente o Beau ♥ Mesmo não apresentando um final tão esperado, eu adorei haha (:

    Beijos,
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luan, é aquele dito "final aberto" o leitor que interpreta ^^

      Excluir
  11. Vou terminar de ler esse livro agora em Abril, quero muito saber o que acontece com o Mark e Beau. Ouvi pessoas dizendo que não gostaram do final, mas que apesar disso o livro valia a pena ser livro. Enfim, quero tirar minhas próprias conclusões.

    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  12. Eu quero tanto ler esse livro :( Fiquei empolgada assim que li a primeira resenha sobre ele. Quero saber o que tem nesse final que todo mundo se sente frustrado.

    abs

    ResponderExcluir