Título Original: Ugly Love
Autora: Colleen Hoover
Ano: 2015
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Compre: SaraivaAmazon

Logo nas primeiras páginas de O Lado Feio do Amor, é impossível não pensar que este será mais um romance de amor à primeira vista, porém, me alegro em afirmar que não. Desde o início, saberemos que a relação entre Tate e Miles será apenas carnal, uma relação sustentada por uma atração incontrolável e cheia de desejo. Para que isso dê certo existem duas regras. Tate jamais deveria perguntar sobre o passado de Miles e nem deveria esperar um futuro, estes eram os únicos limites e agora vou explicar para vocês como Tate quebrou as duas.

Para conseguir manter seu estágio de enfermeira e dedicar-se ao seu mestrado, Tate Collins precisa morar temporariamente com seu irmão Corbin, até que ela se estabilize financeiramente. Corbin mora em São Francisco e seu vizinho e melhor amigo é Miles Archer, um reservado piloto de avião que durante anos construiu uma armadura impenetrável de tudo e todos. A chegada de Tate em sua vida desperta em Miles algo que há muito estava adormecido, mas ele não está disposto a baixar suas barreiras para conhece-la completamente.
Miles teve um passado conturbado, machucado pela vida, já fazem 6 anos que ele não se relaciona com ninguém, porém, no desejo de manter seus sentimentos sob controle, ele proponha a Tate uma relação casual, uma troca de favores apenas. Sem amizade, sem cumplicidade, nem mesmo conversas mais profundas. Apenas sexo. A química entre os dois é perfeita, tudo funciona perfeitamente até o dia que não, e Tate percebe que é tarde demais para voltar atrás.

“A diferença entre o lado bonito e o lado feio do amor é que o lado bonito é mais leve. A pessoa se sente como se estivesse flutuando. Ele ergue a pessoa. Carrega-a consigo.”

Com capítulos peça perspectiva de Tate, intercalados com a visão de Miles no passado, pouco a pouco teremos vislumbres de quem era Miles há 6 anos e de que forma ele se transformou no homem que é hoje. O que teria ocorrido para que o marcasse tão profundamente? Esta ferramenta narrativa foi tão gostosa de acompanhar, que mesmo sabendo que os fatos já ocorreram, ficamos torcendo para que o jovem Miles supere seus problemas. O leitor se conecta profundamente com os personagens, e é impossível não sentir na pele cada nuance dos traumas e dores de Miles ao longo das páginas.
Tate também se mostra uma mulher incrível, com o coração aberto para tudo e que se entrega sem amarras. A ingenuidade da personagem em se entregar assim, e não pensar nas consequências, faz com que fiquemos temorosos por ela, apesar de tudo, não a julgarmos, a admiramos por tal atitude. São os raros os corações que se entregam deste jeito, que brincam com o fogo sem medo de se queimar e Tate é assim. Nem uma regra e nem um limite pode refrear todo amor que uma pessoa consegue carregar no peito e eu acho que foi exatamente o que autora quis passar através de uma personagem como Tate.

Mesmo com as poucos leituras que fiz sob a autoria de Colleen Hoover, já pude notar que a autora sabe montar casais, sabe criar diferentes situações e cada livro possui sua própria carga emocional. Brincando com as emoções do leitor, a autora tece um enredo bem costurado e com personagens críveis e humanos, que nos levam as lágrimas e ao riso em questão de segundos. O ato final do livro é devastador, enfim compreender e sentir todos os sentimentos que rondam os dois protagonistas, principalmente Miles, é doloroso demais, mas lhes garanto que há a recompensa no final.

Os personagens secundários são igualmente apaixonantes. Corbin é o irmão que todos gostariam de ter e Ian é o tipo de amigo que manteríamos por perto pelo resto da vida, mas quem realmente se desta e rouba a cena é Cap. O senhorzinho querido que acaba virando confidente de Tate ao longo da história e que sempre compartilha alguns momentos de sabedoria quando é necessário.

“O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho.”

Te todos os livros da autora lançado no Brasil, O Lado Feio do Amor é aquele que possui mais cenas sensuais, mas obviamente que dentro do contexto do livro ele é justificável. Então, nada do que está aqui é gratuito, pelo contrário. Com mais esta faceta, descobri que a autora tem um talento nato para isso, com êxito, ela também consegue envolver e emocionar os leitores com cenas bastante intensas como estas.
A Galera Record manteve a ideia gráfica da obra original e depois que você entender o título que leva a obra e principalmente a capa, eu tenho certeza que você vai amar ainda mais este livro, vai abraça-lo, pegar esta história e estes personagens e não vai querer solta-los mais. A minha única reclamação é referente as páginas brancas que sempre machucam minhas vistas, mas também não chegam a ser um defeito, é apenas uma preferência que vai de leitor para leitor.

Em suma, O Lado Feio do Amor é um livro que causa empatia, que abre lacunas para que nos coloquemos no lugar dos personagens e nos proporcionar um certo tipo de reflexão. A história desses personagens é dura e complicada, mas também consegue se mostrar linda e apaixonante num cenário tão complexo. Na vida o amor pode ser feio, mas o amor também se reinventa e nos proporciona muitos momentos belos. Tenho certeza que este livro vai continuar conquistando leitores que amarão cada palavra deste livro, sem dúvidas é uma história que derrete os corações mais resistentes.

Resenha em Vídeo

Os direitos autorais da obra já foram comprados pelos irmãos Bateman e foi confirmado que Nick interpretará Miles. O teaser foi lançado em 2015, porém até o momento não há mais notícias da produção.

rela
ciona
dos