Oi! pessoal tudo bem? Quem aqui nunca sofreu por amor? hahaha eu mesmo quando muito nova já! A um tempo já tinha visto algumas resenhas pela blogosfera no livro de poemas Dores e Amores da autora Danielle Medeiros e me apaixonei por alguns, amei a propriedade que ela escrevia e não via a hora de ter a oportunidade de conhecer sua obra. Foi quando que no último dia 15 de julho, recebi uma proposta irrecusável da autora e hoje lhes apresento mais uma parceria no Estante Diagonal! Vamos conhece-la?

Danielle Medeiros de Souza, nascida em 1985 no Rio de Janeiro/RJ, descobriu o universo da poesia em 1998, ao fazer um trabalho de Português no Ensino Fundamental. Tornou-se grande admiradora de Fernando Pessoa. Descobriu o prazer de escrever seus próprios poemas, e não parou mais de expressar seus sentimentos. Ainda mais depois de passar pela dolorosa experiência de ter um amor não correspondido. Era escrevendo que sentia o alívio de que os corações apaixonados (e sofredores) necessitam. Ganhou dois concursos de poesia em escolas que estudou e em 2013, lança seu livro de poemas Dores e Amores, que reúne 42 poemas escritos entre 1998 e 2001.

Para conhecer mais acesse: Blog | Facebook

Sinopse: Dores e Amores | Skoob | Page

O livro Dores e Amores reúne 42 poemas escritos entre 1998 e 2001. Poemas que falam de amor e de sentimentos despertados por ele, como alegria, tristeza, medo, angústia e euforia.

O livro está disponível no Clube dos Autores e Amazon.

Sinopse: Linhas do Meu Ser | Skoob 

O livro ‘Linhas do Meu Ser’ é a continuação da obra da autora Danielle Medeiros de Souza, iniciada com o livro ‘Dores e Amores’. Linhas do meu ser reúne 41 poemas escritos entre 2001 e 2003. Poemas que falam de amor e de sentimentos despertados por ele, como alegria, tristeza, medo, angústia e euforia.

O livro está disponível no Clube dos Autores

rela
ciona
dos

Confira o teaser do novo filme da saga “Jogos Vorazes” Stranger Things: Livros que expandem o universo Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário”