Eu sou um super fã dos livros que a Editora AVEC, eles lançam verdadeiras coletâneas de contos e histórias de suspense e terror, que são muito interessantes, em um formato de leitura rápida que vão desde vários contos de um mesmo autor, até coletâneas de autores escrevendo sobre um tema específico.

Desta vez, Ratos de Cemitério reúne não só um mesmo autor, mas o seu principal detetive, Steve Harrison, criação de ninguém mais, ninguém menos, que o maravilhoso Robert E. Howard, o homem por trás da criação de “Conan, O Bárbaro”. Um autor com uma genialidade incrível e que viveu apenas 30 anos, nascido em 1906, ele faleceu em 1936 e em tão pouco tempo conseguiu criar histórias memoráveis.

Se as histórias de Conan são conhecidas e relançadas constantemente, seu detetive é pouco conhecido, e nada melhor para conhecer mais um detetive do passado do que ler quatro histórias incríveis dele em um só volume.

A edição conta a história de Ratos de Cemitério, uma história que envolve terror, sobrenatural e muitas cenas de ação e mortes, o próprio nome do conto é muito sugestivo e tem tudo a ver com a história, algo que sempre me encanta nos livros, um autor que sabe denominar seus trabalhos, dá um peso muito diferente para a obra.

O estilo de investigador de Steve me lembrou muito os contos de H. P. Lovecraft, ele lida com o sobrenatural, mortos que voltam de suas covas, pessoas que já viraram algo parecido a zumbis, brincando com os pensamentos de quem está lendo, mostrando bem os ambientes pelos quais ele está passando, descrevendo com muito cuidado e detalhes cada uma das cenas. Outro ponto muito interessante é Harrison estar sempre na cara do perigo, extremamente corajoso, desafia o desconhecido com muita astúcia e nem sempre, ao solucionar o caso, ele estará a salvo, pelo contrário, até mesmo com todos os malvados mortos, o perigo continua presente, principalmente, por em muitos momentos os próprios mortos serem os mais perigosos.

Um detetive fabuloso, com histórias bem contadas que deveria ser muito mais reconhecido, além do conto que dá título ao livro, ele ainda conta com Os Nomes No Livro Negro, Presas de Ouro – que é a história mais famosa de Steve -, e encerra a obra com O Segredo da Tumba, que inclusive foi o meu preferido. O conto vai contar a história da tentativa de assassinato de James Willoughby, que apesar de sobreviver acaba tendo a real impressão de que está sendo constantemente seguido por alguém, um thriller quase que em plano sequência que vai descrevendo não só a investigação por trás do atentado sofrido, mas também todo o pavor de um homem que vê a morte chegando cada vez mais perto de si.

Ratos de Cemitério tem apenas 168 páginas, são 4 histórias curtinhas, prazerosas e assustadoras, um daqueles passatempos maravilhosos que só um livro consegue produzir, escrito por um cara genial, que infelizmente viveu por pouco tempo, mas que possui obras lembradas até os dias de hoje. Ao todo Steve Harrison protagonizou dez histórias que misturam mistério e terror, algo bem diferente do que seu criador estava acostumado a apresentar nas histórias de seu personagem mais antigo, Conan. Aqui ele se mostra original, diferente de tudo que ele já tinha mostrado.

Os contos foram lançados na revista de terror “Strange Detective Stories”, que custava 15 centavos de dólar na década de 30. As 10 histórias de Harrison foram escritas em um período de 2 anos, época na qual Howard se arriscou na literatura policial. Uma pena termos tão poucas obras dele, o detetive é realmente muito bom e deveria ser muito mais conhecido.

Se você gosta de Conan, não leia achando que encontrará histórias parecidas, são completamente diferentes, de outro universo, mas igualmente boa, vale muito a pena conhecer um pouco mais da obra literária de Robert E. Howard.

  • Ratos de Cemitério
  • Autor: Robert E. Howard
  • Tradução: Cesar Alcázar, Carolina Chiarelli
  • Ano: 2021
  • Editora: AVEC
  • Páginas: 168
  • Amazon

rela
ciona
dos

Livros de bruxaria moderna para você conhecer Livros banidos no Brasil e pelo mundo 6 livros com casas mal assombradas Nimona vai ganhar um filme de animação em 2023