Eleanor Gable não gosta de socializar, prefere o mundo dos livros e estar com os pais que tanto ama. Sua única amiga é a prima Shay, que tenta sempre arrastá-la para os lugares, mesmo que Eleanor fique no cantinho de festas lendo seu livro em paz. Em uma dessas festa, ela acaba tento a primeira interação com um dos garotos mais cobiçados da escola: Greyson East.

Apesar da popularidade, Grey não faz o tipo esnobe e arrogante. Na verdade, ele é um cara bem legal. Ele acaba por se aproximar de Eleanor por conta de um pedido de seu melhor amigo Landon, que quer ter uma nova chance com Shay através de Eleanor. Mas nem Eleanor e nem Grey imaginavam que desse encontro forçado iria surgir uma bela amizade entre eles.

Eu só queria que você soubesse que eu te vejo, sabe? Vejo o Greyson que o resto do mundo não vê.

Os dois acabam virando amigos e se consolando, Grey por conta das brigas constantes entre os pais e a perda do avô tão querido, e Eleanor por sua mãe estar com câncer. Dessa bela amizade um amor acaba surgindo, mas as coisas mudam quando Eleanor tem que se mudar com os pais. Não há mais esperança para sua mãe e o que ela deseja é estar próxima da praia. O tempo passa e Eleanor e Grey se afastam, até que dezesseis anos depois eles se reencontram em uma situação totalmente diferente.

Eleanor e Grey não são mais os jovens apaixonados de antes. Eleanor ainda tem seu lado doce, mas também virou uma mulher determinada. E Grey deixou seu lado legal para trás depois que uma tragédia assolou sua família. Esse reencontro irá trazer recordações e sentimentos do passado, mas também muitas novas sensações.

Algumas pessoas nos amam por sermos quem somos, outras nos odeiam pelo mesmo motivo, e as opiniões de nenhuma delas importam de qualquer forma, nem as ruins, nem as boas. Só você pode definir quem você é. Ninguém mais tem esse direito.

Brittainy C. Cherry é uma das autoras mais aclamadas de romance dramático, por isso não perdi a chance de vir a ler Eleanor & Grey. Porém acabei dando uma pausa no livro por conta de um outro livro que me deixou numa ressaca literária tremenda, mas quando peguei Eleanor & Grey de volta… foram 300 páginas lidas em menos de 24 horas! Vocês duvidam que eu tenha gostado? Simplesmente fiquei apaixonada por essa história! Apaixonada por todos os personagens principalmente por Eleanor, Grey, Lorelai e Karla.

Não tive como ficar imune por cada situação que eles passaram, por cada percalço e sofrimento durante o longo caminho para a felicidade. A protagonista Eleanor é um amor de pessoa e ajuda a quem puder de graça. Ela tem o coração puro e foi fácil gostar dele. A versão de Grey mais novo me conquistou rapidamente também, mas sua versão adulta me incomodou um pouco. Quem for ler, vai ter que ter um pouco de paciência com ele e entender a fase que ele está passando. Não é fácil admitir um problema quando se tem uma família despedaçada para cuidar. Isso me leva as suas filhas Lorelai e Karla. Enquanto Lorelai é um doce de menina, Karla é uma adolescente bem problemática, mas não há como culpar a garota por conta de seu sofrimento (não vou dizer o que é para deixar vocês com mais vontade de ler).

Mais uma vez Brittainy C. Cherry me conquista com uma história de amor e superação. Abordando assuntos como luto e depressão, a autora nos emociona e comove com esses personagens que me foram tão queridos. Para aqueles que gostam de um bom drama, recomendo uns lencinhos ao ler esse livro.

  • Eleanor & Grey
  • Autor: Brittainy C. Cherry
  • Tradução: Thalita Uba
  • Ano: 2020
  • Editora: Record
  • Páginas: 406
  • Amazon

rela
ciona
dos

Livros de ficção mais vendido de 2021 Lançamentos de livros previstos para fevereiro Um livro para cada fase da lua Os melhores quadrinhos de 2021