Laura Dean Vive Terminando Comigo é uma graphic novel com roteiro de Mariko Tamaki e arte de Rosemary Valero-O’Connell, que levou 3 Weisner para casa, o maior prêmio no meio dos quadrinhos.

Aqui conheceremos Frederica ou Freddy, que namora há 1 ano com Laura Dean, a garota mais popular da escola. Porém este relacionamento não parece estar indo muito bem, pois Laura vive terminando e voltando com Freddy. Ao longo da leitura vamos mergulhar na vida da personagem, conhecer mais sobre sua relação (improvável e conturbada) com Laura, que mesmo sendo uma garota linda e engraçada, também consegue ser bastante cruel. 

Não demora muito para que percebamos que a autora está retratando um relacionamento tóxico. Laura Dean não só trata mal (mesmo que indiretamente) Freddy, mas também os amigos dela, além de objetificar o tempo todo a namorada. Ela demonstra bastante aspectos egoístas e manipuladores, e Freddy não consegue entender o porquê não consegue lidar bem com isso. É nesta busca de autoconhecimento que embarcaremos na história de Freddy, neste relacionamento que está afetando diretamente sua autoestima, mas também a sua relação com seus amigos mais próximos.

Se você ainda não percebeu, essa é uma obra com um romance sáfico, mas o mais interessante aqui é que a relação já está estabelecida, não é uma história sobre “sair do armário” e de auto aceitação, pelo contrário. Todos os personagens aqui são muito bem resolvidos (quase todos), mas mesmo assim acompanharemos o preconceito em suas vivências como algo que acontece o tempo todo a volta deles e o modo como eles lidam com isso.

Além disso, a HQ é para um público que se encontra na fase de dúvidas, inseguranças e incertezas, quando estas coisas parecem nos dominar por completo. Eu adoro livros que se passam nesta época, pois é muito mais fácil se identificar com os problemas desses jovens quando eu mesma, já passei por isso um dia.

Tópicos como responsabilidade afetiva, tão em falta hoje em dia e amor próprio, são pungentes durante a leitura também. E aqui pontuo não só a nossa protagonista, mas também os personagens secundários, que agregam e trazem ainda mais aprofundamento para a história. Não vou falar sobre cada plot de cada personagem, mas todos ali possuem suas próprias lutas! 

“Seja poligâmico ou monogâmico, o amor deve nos trazer coisas boas. Pode haver entrega num relacionamento, é verdade. Mas, ao contrário do que se pensa, o amor nunca deve tirar nada de nós…”

Falando mais sobe a estrutura narrativa da HQ, há dois pontos interessantes para mencionar, a primeira é que a Freddy o tempo todo está se comunicando com Anna Vice, uma guru de relacionamentos que escreve para uma coluna de autoajuda. É através desta ferramenta narrativa que a personagem vai se abrindo com o leitor. Compartilhando conosco o que está sentindo em relação a tudo que está acontecendo a sua volta. 

O segundo é o fato de que toda a história se baseia num ciclo de acontecimentos, finalizando sempre com Laura terminando e voltando com Freddy. As duas, inclusive, iniciaram este ciclo no dia em que se conheceram numa ciranda durante uma atividade na escola, e para conseguir se libertar de vez disso, Freddy precisa enfim quebrar este ciclo. É um detalhe, mas que traz todo um charme para a história como um todo.

Em suma, a leitura foi muito rápida, mas sentimental. A arte de Laura Dean Vive Terminando Comigo é linda, todos os sentimentos são demonstrando através dela e das cores, no contraste entre o preto, cinza e rosa. Eu amei! E tenho certeza que esse quadrinho também vai te conquistar. 

O quadrinho é muito honesto, delicado e fala sobre o amor na adolescência, mas que serve como um alerta. É uma história que nos faz pensar sobre o que acontece quando nos libertamos de relacionamentos tóxicos e abrimos, enfim, espaço para relações que realmente nos fazem bem e melhores.

  • Laura Dean Keeps Breaking Up with Me
  • Autor: Mariko Tamaki
  • Tradução: Rayssa Galvão
  • Ano: 2020
  • Editora: Intrínseca
  • Páginas: 304
  • Amazon

rela
ciona
dos

Livros de ficção mais vendido de 2021 Lançamentos de livros previstos para fevereiro Um livro para cada fase da lua Os melhores quadrinhos de 2021