ALERTA DE GATILHOS, o livro aborda assuntos sensíveis como problemas mentais, suicídio e violência.

Duas mulheres – Nina e Vanessa -, de origens opostas e realidades diferentes, mas com um ponto em comum, elas não são aquilo que demonstram ser. Nina é uma jovem inteligente, formada em arte, mas que por necessidade, usa seus conhecimentos para aplicar golpes. Sim, Nina é uma golpista, e uma das boas, é assim que ela consegue dinheiro para pagar as despesas médicas de sua mãe, que tem uma doença que a consome há anos. Porém, os golpes, não são algo novo em sua vida, Nina viu sua mãe fazer isso ao longo de sua vida, sempre precisando sair de uma cidade para a outra da noite para o dia, enquanto fugia das consequências de suas escolhas. Inclusive, foi através de sua mãe também, que Nina conheceu Lance, um homem charmoso, que é seu namorado atual, e parceiro de “crime”.

Suas vítimas não são escolhidas por mero acaso, muito pelo contrário, eles as estudam muito bem antes, avaliando cada detalhe e o quanto podem ganhar com os golpes, e por mais estranho que possa parecer, ainda existem regras, que eles seguem a fim de evitar levantar suspeitas. Milionários, pessoas que ostentam suas riquezas nas redes sociais sem nenhum cuidado, alvos que não são simples, mas que tem muito a oferecer. Só que essa não era a vida que a Nina queria para si, ou para sua mãe, ela tinha sonhos, planos, objetivos, que acabaram sendo ofuscados ao longo dos anos, a tornando refém das circunstâncias, ela quer parar, mas com a piora do quadro de saúde de sua mãe, não lhe resta outra alternativa a não ser um último golpe, um que irá resolver todos os seus problemas, e é ai que ela direciona sua atenção para Vanessa.

Vanessa é uma influencer de moda, cheia de likes, roupas de grifes, viagens luxuosas, e uma vida “perfeita” aos olhos de seus seguidores. O que ninguém vê, é que por trás da garota fútil, bonita, glamurosa, existe uma mulher cansada, deprimida, que esconde sua verdadeira realidade, uma em que sua família está quebrada, seu noivo a deixou e o que lhe resta é uma grande ilusão medida pela quantidade de comentários que recebe. Vanessa quer, ela precisa de um tempo de tudo, de uma mudança, sozinha e sem perspectiva, é assim que vamos nos deparar com a Vanessa herdeira, com um sobrenome de peso, que mais que “dinheiro”, herdou uma propriedade imensa as margens do lago Tahoe, Stonehaven, é lá que ela irá se refugiar, uma mansão que guarda muitas lembranças e segredos.

“(…) mas nosso ano em Tahoe também tinha quebrado algo crítico dentro de mim: a capacidade de acreditar no meu próprio potencial. Eu sabia agora quem realmente era: uma ninguém, descartável, destinada ao nada.”

O que eu ainda não compartilhei com vocês, é que a escolha da Nina, em ter Vanessa como alvo, não foi aleatória, não se deu apenas por ela ter um feed ostentador. A vida dessas duas jovens já se cruzou no passado, exatamente no mesmo local em que Vanessa se refugiou e Nina pretende aplicar seu golpe, Stonehaven, só que mais que dinheiro, desta vez, Nina também quer vingança. Só que confrontar o passado irá trazer à tona fatos que até então se mantinham ocultos, óticas diferentes da mesma situação, colocando em xeque suas convicções. O golpe sofrerá um contragolpe, nos deixando sem saber o que esperar do final.

Mentiras e Desejos, é um thriller psicológico que explora dois pontos de vistas, revezando entre Nina e Vanessa. Mais que um enredo sobre um grande golpe, temos aqui uma crítica clara ao uso desenfreado e despreocupado com as redes sociais, onde se expõe muito sobre a vida, lugares, posses, “ignorando” quem está do outro lado e de que forma ele está observando esta informação. Outro ponto muito interessante é ter a perspectiva de alguém que trabalha como criadora de conteúdo, influencer, mantendo um feed impecável, usando de # inspiradoras, mas que na vida real, está enfrentando diversos problemas, chorando, sofrendo, reforçando o quanto uma vida é mais que um feed, que não tem como você saber tudo que está acontecendo com uma pessoa apenas baseado em suas postagens.

Relações familiares é outro ponto muito bem trabalhado, com contrastes de uma família que tem muito poder aquisitivo, mas que falta afeto, apoio, união e outra que mesmo sendo disfuncional, e ainda que tenham maneiras erradas de ganhar a vida, lutam uma pela outra, em nome do amor, da relação que possuem. Gostei também de como a autora abordou a questão de privilégios e a falta deles e como isso impacta as escolhas que são feitas diante de situações desesperadas.

“(…) Às vezes, é preciso fingir que uma ideia ruim é boa porque não dá para ter controle sobre o resultado, e tudo que você pode fazer é torcer para que acrescentar seu falso otimismo à pilha incline a balança para o lado certo, afinal.”

Nina nos cativa muito rapidamente, ela é uma jovem que vem batalhando muito para se tornar alguém diferente da sua mãe, ainda que ela a ame e tenha uma imensa gratidão, por tudo que ela fez para manter as duas bem, Nina tem a consciência de que se trata de feitos ilícitos, e por isso tantas mudanças e fugas na calada da noite. Só que quando ela se pega diante de uma situação desesperadora, a mãe muito doente, precisando de um tratamento caro e que um emprego convencional não pagaria o suficiente, ela recorre para aquilo que ela tanto tentou fugir… os golpes. E para o desgosto dela mesma, ela é muito boa, seu conhecimento em arte, é um beneficio que a ajuda na hora de escolher suas vítimas e os benefícios que os mesmos podem oferecer.

Vanessa por outro lado vem de uma realidade de muito privilégio, estudando nas melhores escolas, tendo ótimos contatos, seu sobrenome abre portas, ela é uma herdeira, e ainda que toda ostentação a torne um objeto de cobiça e poder, isso não é o suficiente, ela se encontra em um momento de solidão, fragilidade e necessidade de mais. Apesar das diferenças que são obvias para nós leitores quando vemos cada uma delas, existem muitas coisas que as unem, um passado cheio de segredos, encontros e desencontros e maus entendidos, que moldam essas duas jovens em suas vidas adultas.

Eu não posso entrar em detalhes, mas caros leitores… eu gostei muito deste livro. Confesso que algumas coisas me pegaram de surpresa total, eu não estava preparada para algumas reviravoltas e é muito desconfortável você se questionar sobre como seria sua atitude em algumas das situações, colocando o que é “certo”, “moral” e até “princípios” em meio a escolhas desesperadas. A autora foi muito feliz na construção das personagens, principalmente se usando da mescla de pontos de vistas, passado e presente, onde de fato podemos compreender o que levou tanto Nina, quanto Vanessa ao ponto em que se encontram.

“É mais fácil julgar de longe. É por isso que a internet transformou todos nós em críticos de poltrona, especialistas na dissecação fria de gestos e sílabas, desdenhando com superioridade moral da segurança das nossas telas.”

É um thriller que mescla drama, ou um drama que tem uma pontada de thriller, mas é de arrepiar, prender e cativar o leitor. Gosto de obras assim e vou torcer para que você aí do outro lado, tenha ficado pelo menos um pouquinho tentado a vir desvendar o que de fato acontece.

  • Pretty Things
  • Autor: Janelle Brown
  • Tradução: Regiane Winarski
  • Ano: 2021
  • Editora: Trama
  • Páginas: 488
  • Amazon

rela
ciona
dos

Todos os detalhes das obras de Cesar Bravo Todas as novidades do spin-off de “Extraordinário” Junji Ito anuncia série de terror pela Netflix Lançamentos de livros que chegarão as livrarias em breve