A Editora AVEC lançou recentemente O Matrimônio de Céu & Inferno, uma adaptação em quadrinhos da obra do poeta e gravurista inglês William Blake. Como um misto de adaptação e um enredo inédito assinado por Enéias Tavares, a obra, com arte de Fred Rubim, conta com mais de 90 páginas, uma edição de luxo, em capa dura e vários extras. Para conhecermos mais desta obra, fiz uma entrevista com os dois. Espero que gostem!

Primeiramente, falem sobre o trabalho individual de vocês, se apresentem para nossos leitores!

Enéias Tavares: Sou professor na UFSM e escritor de literatura steampunk, além de roteirista e produtor cultural. Agora estou me aventurando numa arte que adoro, mas que ainda me considero muito iniciante. Aos leitores da Estante Diagonal, um prazer estar novamente falando com vocês.
Fred Rubim: Trabalho com ilustração, direção de arte, e mais recentemente, quadrinhos. O Matrimônio de Céu e Inferno é minha quinta graphic novel lançada no mercado brasileiro. Antes disso, desenhei também os álbuns O Coração do Cão NegroA Canção do Cão NegroLe Chevalier – Arquivos Secretos e Le Chevalier Nas Montanhas da Loucura.

1 – Queria saber, qual a relação de vocês com os quadrinhos, sempre foi uma grande referência para vocês?

Enéias Tavares: Sim, desde a minha infância. Posso dizer que eles tanto me alfabetizaram como foram definidores pra minha escolha profissional por letras e literatura. Já li de tudo, desde HQs infantis e super-heróicas, até clássicos Vertigo e álbuns europeus.

Fred Rubim: Aprendi a ler com as HQs do Maurício de Souza e da Disney, e aos 10 anos eu já desenhava minhas próprias histórias e as vendia para os colegas na escola. Apesar disso, fui começar a publicar quadrinhos apenas em 2016.

2 – De onde surgiu a ideia da parceria? E por que uma das obras de Blake?

Enéias Tavares: Do convite de um editor em razão da pesquisa que temos sobre a obra de Blake na UFSM e da admiração que tenho pelo trabalho de Fred Rubim. Quando pensei num ilustrador versátil tanto pra trama policial contemporânea quanto pros dramas invernais e visionários de Blake, o nome do Fred foi primeiro a vir à minha mente.

3 – Quanto tempo, desde a ideia inicial até enfim a conclusão da obra?

Enéias Tavares: Quase dois anos, entre ideia inicial, roteiro, arte e cor e daí a busca por uma nova casa editorial, pois o selo que havia inicialmente encomendado a obra acabou sendo engavetado. Desafios do mercado atual.
Fred Rubim: Cerca de um ano e meio entre arte, capa, sobrecapa.

4 – O que os leitores podem esperar de O Matrimônio de Céu e Inferno, tanto quanto a sua concepção, roteiro e arte?

Enéias Tavares: De minha parte um roteiro muito assertivo e corrosivo, como é a arte de Blake, além de uma edição cheia de extras que vai agradar tanto ao especialista blakeano quanto ao leitor de quadrinhos que nunca ouviu falar do sujeito e deseja apenas uma boa trama policial ambientada no Brasil.
Fred Rubim: Uma narrativa ágil, de cores intensas e que bebe muito na fonte das HQs da Vertigo dos anos 90 e 2000.

5 – Enéias, sabemos o quanto pode ser complexo prestar uma homenagem em uma adaptação e mesmo assim garantir um espaço para também criar. Enéias, foi um desafio adaptar esta obra? Você se sentiu confortável em fazer algumas modificações?

Nosso quadrinho é tanto uma adaptação quanto uma atualização. Blake é um poeta muito visual e seus livros iluminados são um híbrido de texto e Imagem, talvez até como um prenúncio dos quadrinhos. Em vista disso, o desafio foi adequar a complexidade da sua obra, de seus temas, de seu imaginário tanto à adaptação em si como também referenciar esses elementos na trama tarantinesco principal, garantindo a organicidade do todo. Acho que esse foi o maior desafio.

6 – Fred, como foi ilustrar uma adaptação de uma obra, que possui gravuras do próprio autor? Foi desafio?

Blake era um pintor magnífico, e por isso pensei desde o início não em emular sua técnica, mas reinterpretar a obra com meu próprio estilo. Acho que foi uma decisão acertada, e que também casou muito bem com o clima da HQ.

7 – Visualmente falando, como foi alocar esta história em São Paulo?

Um desafio novo para mim, pois é a primeira vez em que desenho uma história essencialmente urbana. E São Paulo é o cenário perfeito para o encontro de todos esses personagens e suas buscas individuais.

8 – A obra original é uma crítica a religiosidade, princípios sociais, literários e políticos. A obra continua conversando com os tempos de hoje?

Certamente. Tramas como corrupção, violência e opressão infelizmente são a tônica das nossas grandes cidades, assim como foram na Londres de Blake. Essa é a pertinência e a atualidade de Blake e a razão dele ser tão relido e recriado por escritores, quadrinista, músicos e cineastas. Nossa Graphic Novel também apresenta essas referências num apêndice especial sobre esse tema.

9 – Particularmente, eu achei está a edição mais linda feita pela AVEC. Vocês sentiram uma certa pressão ao saberem disso?

Enéias Tavares: Sim e ainda estamos sentindo. Risos. Temos uma gratidão imensa com Artur Vecchi, nosso heroico editor, por ter investido tanto nesse projeto é por estar fazendo a Avec navegar belamente nesses tempos turbulentos do mercado editorial. Mas de fato, esse é um dos quadrinhos mais lindos que já tivemos no Brasil e sinto muito orgulho de fazer parte dele.
Fred Rubim: Obrigado! Sempre há uma pressão, mas confiamos demais tanto na HQ em si, quanto no nosso editor Artur Vecchi, que não mediu esforços para que tudo ficasse perfeito.

10 – Por fim, deixem um recado para nossos leitores e onde podem encontrar vocês.

Enéias Tavares: Estou nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram, bem como meus projetos Brasiliana Steampunk, Guanabara Real e Fantástico Brasileiro. Um abraço a ti, Joice, e muito obrigado por esse espaço na tua Estante Diagonal, um site que adoro. Um abraço aos leitores e o desejo de que possam abrir as portas da percepção com nossa Graphic Novel que une céu e inferno, texto e imagem.
Fred Rubim: Espero que gostem de ler esta história tanto quanto gostamos de criá-la. Convido-os a conhecer também minhas outras graphic novels, todas disponíveis no catálogo da Avec. Obrigado pelo espaço! Estou no instagram, twitter e Facebook como: @fredrubim_art. Obrigada e sucesso!

rela
ciona
dos

Livros de bruxaria moderna para você conhecer Livros banidos no Brasil e pelo mundo 6 livros com casas mal assombradas Nimona vai ganhar um filme de animação em 2023