Questão de Honra | Yuri Belov

Título Original: Questão de Honra - A Face da Morte no Dorso de Um Cavalo
Autor: Yuri Belov
Ano: 2018
Editora: Novo Século
Páginas: 480
Amazon - Saraiva

Questão de Honra - A Face da Morte no Dorso de um Cavalo é o segundo livro do autor nacional, que escreve sob o pseudônimo de Yuri Belov, autor também Odalisca, ambos publicados pela Novo Século.

Tristan Drake, um ex-oficial das forças especiais britânicas, hoje é diretor de operações de uma importante empresa de arqueologia marinha de Malta. O Simbad Explorer, um de seus navios de exploração, em meio a uma missão para resgatar destroços do fundo do mar, acaba se envolvendo num inesperado e bastante suspeito ataque. Tendo sua tripulação ferida e exilada, não resta outra opção a Tristan do que aceitar a ajuda financeira de um Sheik indiano e de sua filha Ameerah.

Para saldar sua dívida depois da ajuda recebida, Tristan, com a ajuda do treinamento que recebeu na MI-6 nos tempos da Guerra Fria, se propõe em resgatar o filho do empresário, Khaled, um conhecido hacker que fora visto pela última vez no Paquistão. Para Tristan, sua missão é uma questão honra, porém ele não esperava que este resgate se transformasse em uma jornada muito maior, cheia de riscos e provações.

"Glória à deusa da guerra, aqui vão os gurkhas!"

A Luz que Perdemos | Jill Santopolo

Título Original: The Light We Lost
Autora: Jill Santopolo
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Amazon - Saraiva

O que você faria se encontrasse no mesmo dia, o grande amor da sua vida e o objetivo real por trás de sua existência? Lucy e Gabe descobriram o amor em 11 de Setembro de 2001. Em meio a uma cidade ardendo em chamas eles só conseguem pensar no quanto a humanidade é vulnerável, no quanto ela carece de amor, em quantas pessoas perderam alguém que amavam sem ao menos um adeus. 

Essa constatação fez brotar em ambos um sentimento de urgência... era preciso se entregar de corpo e alma às emoções, se abrir para a recém descoberta conexão. Um evento que marcou tantas vidas com grande sofrimento, uniu duas almas por toda uma vida. Porém com a mesma força de um soco no estômago eles também percebem que precisam oferecer ao mundo mais do que bens materiais frágeis e supérfluos. Surge ali o forte desejo de devolver à humanidade, mesmo que em pequenas doses, a luz que se perdeu.

Duas pessoas que se amam profundamente agora precisam lidar com o fato de que há boas escolhas, e escolhas excelentes. A ambiguidade da vida consiste em seguir um caminho e inevitavelmente abrir mão de outro e é nesse cenário que Lucy e Gabe percebem que precisarão dar adeus um ao outro se quiserem alçar voo, se quiserem ser tudo aquilo que um dia prometeram diante da cidade que sangrava. Mas será que é possível alcançar a plenitude quando apenas parte de você vive? Uma história que fala sobre aquele tipo de amor que transcende as superficialidades cotidianas da paixão, onde uma escolha pode mudar o mundo, mesmo que apenas o seu, e sobre os sacrifícios que fazemos em nome dos sonhos.

Maestra | L.S. Hilton

Título original: Maestra
Autora: L.S. Hilton
Ano: 2016
Editora: Fábrica 231
Páginas: 319

Judith Rashleigh não teve uma infância fácil, a vida nunca lhe permitiu um momento de verdadeira felicidade. Para a garota que amadureceu cedo demais o jardim do vizinho sempre foi, verdadeiramente, muito mais verde do que o reduzido pedaço de concreto que ousara chamar de lar. 

Tudo o que esta mulher possuí é fruto de seu esforço, da superação dos obstáculos que surgiram a sua frente. Foi graças a sua paixão pela arte que Judith entrou para a universidade e conquistou um emprego em uma das mais importantes casas de arte de Londres.

Todas as mudanças, sonhos e ambições almejados, todos os planos de abrir sua própria galeria e casa de leilões são obscurecidos quando, ao desconfiar da veracidade de um quadro recém comprado pela galeria em que trabalha, nossa protagonista é demitida. Na ansiedade por esquecer-se dos erros e decepções que ousam acumular-se ao longo de toda sua vida, ela parte com seu amante e uma amiga para um hotel de luxo, porém, a vida lhe tira dos trilhos novamente quando uma morte inesperada acontece, direcionando a pobre e indefesa Judith para um caminho sombrio que pode lhe garantir um futuro.

Apesar da curiosa premissa, da ousadia demonstrada pelo New York Times ao indicar esta obra para amantes de livros como Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, Maestra foi minha primeira grande decepção de 2018 e, por defender o compartilhamento de obras que não nos agradam, na mesma medida em que compartilhamos aquelas que nos encantam, me proponho a redigir esta resenha.

Serraria Baixo-Astral | Lemony Snicket

Título Original: The Miserable Mill
Autor: Lemony Snicket
Ano: 2002
Editora: Seguinte
Páginas: 175

Pobre leitor, após a leitura de três árduos livros, repletos de obstáculos e infortúnios, é com tristeza que lhe aviso que, não será no quarto livro de Desventuras em Série que a sorte dos irmãos Baudelaire irá mudar. 

Mais uma vez encontraremos os órfãos lutando por suas vidas e seu futuro, descobriremos os inusitados disfarces do Conde Olaf e, perceberemos a falta de responsabilidade de adultos responsáveis. No quarto livro da série acompanharemos os desafios de Violet, Klaus e Sunny através de uma narrativa que, apesar de possuir elementos semelhantes aos três livros anteriores, destaca a utilização de uma fórmula repaginada, encantando o leitor e permitindo que este mantenha a curiosidade com relação ao destino dos órfãos mais desventurados da história da literatura de ficção.

Em Paltryville, cidadezinha afastada e esquecida por tudo e todos, existe uma serraria – um estabelecimento voltado para o corte e processamento de madeira, o leitor deve conhecer, eles cortam árvores e as transformam em madeira que é destinada para as mais variadas funções. A Serraria Alto-Astral será a casa e também local de ofício dos pobres irmãos Baudelaire. Ali eles trabalharão dia após dia, não receberão qualquer remuneração por seu esforço – o que classifica, caro leitor, um típico trabalho escravo. Os irmãos nem mesmo receberão alimento suficiente para suprir suas necessidades diárias. E tudo isso acontece sob os olhares ambiciosos de adultos que deveriam ser os responsáveis por sua segurança, felicidade e educação."Por mais que se esforçassem, não conseguiam acreditar que fosse uma coincidência haver em Paltryville uma casa com a forma exata da tatuagem do Conde Olaf."

Mamãe & Eu & Mamãe | Maya Angelou

Título original: Mom and Me and Mom
Autora: Maya Angelou
Ano: 2018
Editora: Rosa dos Tempos
Páginas: 175

Ao longo de muitos anos ouvi comentários sobre a força existente na figura de Maya Angelou. Ouvi exemplos de resistência, das batalhas que travou para conquistar seu lugar de direito em meio a uma sociedade que, ainda hoje, não é capaz de compreender que a cor de nossa pele não é fator determinante para indicar quem somos, como agimos, como devemos ser tratados, onde possuiremos livre acesso e onde nossa passagem será negada. 

Esse exemplo de mulher é muito mais do que alguém para nos guiar em meio as mudanças bruscas nos rumos da vida, ela é um nome importante para o movimento feminista, além de ser uma mulher negra que atingiu notoriedade em meio aos mais diversos ambientes artísticos, demonstrando a luta de uma legião que, assim com ela, encontraram mais empecilhos em sua jornada do que uma mulher branca encontraria.

Cantora, atriz, dançarina, ativista, cineasta, escritora e um exemplo de figura materna, Maya Angelou sempre acompanhou minha jornada pelo universo literário através de uma distância segura, porém, quando o momento se demonstrou propício, ela se apresentou com toda a força e luz existentes em seu ser e me encantou com sua escrita adorável e acessível, me fez derramar lágrimas por todo o sofrimento que a vida lhe afligiu, me fez reviver os desafios de sua vida e, acima de tudo, me fez acreditar que no fim, todas nós somos capazes de chegar onde esta louca e insana vida nos quis desde nosso primeiro suspiro.

"Ela havia me libertado de uma sociedade que me teria feito pensar que eu era a ralé da ralé. Ela me libertou para a vida. E, a partir daquele momento, tomei as rédeas da vida e disse: 'Estou com você, pequena.'"

Guerreiro Domado | Karen Marie Moning

Título Original: To Tame a Highland Warrior - Vol. 2
Autora: Karen Marie Moning
Ano: 2017
Editora: Verus
Páginas: 308

Grimm é um guerreiro indomável. Dono de uma beleza exuberante que arranca suspiros por onde passa, é um homem misterioso, dono de um passado sombrio que dita muito sobre o seu presente e tem interferido nos planos para o seu futuro. A verdade é que dentro de si habita um guerreiro de força sobrenatural - um Berserk. Ele o invocou ainda quando criança, mas jamais foi capaz de domá-lo por completo e teme ter encontrado uma maldição em vez de uma benção. 

Incapaz de compreender totalmente os acontecimentos daquele dia, não encontrou alternativa a não ser fugir, deixando para trás seu clã e linhagem. Apesar da aura de intocável, esse guerreiro possui um ponto fraco – Jillian – e está sendo chamado para ir a seu socorro, apesar dos anos que se passaram e da forma como a deixou a última que vez que se viram, é incapaz de não acatar o pedido e sem hesitar vai ao seu encontro. 

"(...) — No momento em que diz “nunca”, você escolhe não tentar. Em vez de se preocupar com o que você não pode fazer, molde sua mente para pensar em maneiras pelas quais você poderia fazer. Você pode se surpreender."

Jillian não quer se casar. Filha única do laird do seu clã, é uma jovem gentil, muito bem educada e linda. Uma mulher forte, que sabe o que quer e que não mede esforços para conseguir. Engana-se quem pensa que ela é apenas uma garota mimada. Teimosa e dona de si, está determinada a frustrar os planos de seu pai, mesmo que a presença constante do seu único e grande amor a ronde. Grimm teve sua chance e foi embora sem jamais olhar para trás, seu coração jamais se recuperou totalmente depois daquele maldito dia, mas como resistir ao homem cujos sentimentos a sufocam e desnorteiam?