Uma Noiva para Winterborne | Lisa Kleypas

Título Original: Marrying Mr Winterborne
Autora: Lisa Kleypas
Tradução: Ana Rodrigues
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Amazon

Os protagonistas desse livro, não se conheceram nas melhores condições, e Rhys Winternorne nunca esteve tão longe do seu estado normal. Agressivo, bruto, irracional, esse foi o lado que a bela e delicada Lady Helen conheceu dele. Mas apesar dessa fachada, o homem ardente e justo conseguiu de certa forma conquistar a jovem dama. Após um terrível acidente de trem, que imobilizou temporariamente o enérgico Sr. Winterborne, os dias nunca mais foram os mesmos. 

Pelas paredes já gastas da casa era possível ouvir a voz grave e intensa de um homem acostumado a comandar diversos empregados. Lady Helen, considerada a mais altruísta das damas, não viu outra alternativa a não ser cuidar do ferido com todo amor e paciência que destinava mesmo às suas orquídeas mais geniosas. O que ninguém sabia é que a cada novo raiar de sol, os cuidados perdiam o caráter obrigatório e ganhavam contornos de conquista.

Apesar ter visto o senhor Winterborne com um humor deplorável, Lady Helen não estava preparada para sua versão saudável e cheia de virilidade. Após um beijo cheio de paixão a jovem ficou dividida entre o medo e a atração, afinal, nunca antes tivera contato tão íntimo com um homem. Assim, um noivado que começou às pressas é rompido na mesma velocidade, sem que Helen tenha tempo o bastante para decidir o que é melhor pra ela. Cansada de ver as decisões serem tomadas sem seu consentimento ela decide segurar as rédeas da própria vida e ir atrás do único homem que despertou nela sentimento tão extraordinários, nem que pra isso seja preciso ir contra sua família. 

"Às vezes é preciso amar algo antes que ele se torne digno de amor."

Um Artista do Mundo Flutuante | Kazuo Ishiguro

Título Original: An Artist of the Floating World
Autor: Kazuo Ishiguro
Tradução: 
José Rubens Siqueira
Ano: 2018
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 225

Masuji Ono, em sua juventude promissora, repleta de sonhos, planos e ideologias, enfrentou os preconceitos e aspirações do pai comerciante para seguir carreira como pintor. As dificuldades do ofício, carência de acomodações de qualidade e cobrança por quantidade de quadros produzidos não foram capazes de reduzir a paixão e talento do jovem que, perseverante, recebe uma oferta para unir-se ao grupo de aprendizes de um renomado pintor local.

A notoriedade de suas obras e o contato com pensamentos nacionalistas logo direcionam o foco de Masuji Ono para a defesa do governo Imperial, da mesma forma, funcionam como forte propaganda para os ideais que permeavam o imaginário japonês no contexto dos acontecimentos que influenciaram ou vieram a determinar as consequências sofridas pelo Japão após o término da Segunda Guerra Mundial.

“Hoje em dia vejo isso o tempo todo ao meu redor; alguma coisa mudou no caráter da geração mais nova de uma forma que não compreendo inteiramente, e certos aspectos dessa mudança são inegavelmente perturbadores.”

Agora aposentado, com uma filha casada e tendo iniciado as negociações para o casamento de sua segunda filha, o velho pintor recorda o passado com carinho, desconfiança e reflexão, contrapondo os pensamentos de sua geração com aqueles pertencentes aos jovens japoneses. Com frequência retoma a influência que possuiu enquanto lecionou artes na Universidade da cidade, relembra os ideais debatidos e difundidos juntamente a seus discípulos, indaga-se sobre o destino de tantos japoneses que conheceu ao longo dos anos e questiona-se sobre a forma com que os eventos do passado são capazes de influenciar o desenrolar do presente.

O Menino Que Desenhava Monstros | Keith Donohue

Título Original: The Boy Who Drew Monsters: A Novel
Autor: Keith Donohue
Tradução: Cláudia Guimarães
Ano: 2016
Editora: Darkside Books
Páginas: 256
Amazon

Holly e Tim, recém-casados, sonhavam com uma vida perfeita. Uma casa na praia e filhos. Após a mudança para o litoral, Holly se dedicaria mais ao trabalho e Tim voltaria à faculdade. A casa dos sonhos representava as perspectivas da vida do jovem casal. Contudo, as primeiras dificuldades começaram quando Holly tentava, sem sucesso, engravidar. Com muita dificuldade e tentando todas as possibilidades, veio o tão esperado filho.

Jack Peter era um bebê normal como tantos outros. Um pouco mais quieto e desenvolvendo-se lentamente. Mas não apresentava qualquer indício de anormalidade. Todavia, Holly sabia, seu filho era diferente. Conforme foi crescendo, o menino se mostrava cada vez mais incomum em relação às outras crianças. Era normal ver Jack Peter se fechando em sua mente, entretanto, o garoto ainda interagia, dentro de suas possibilidades, com o mundo externo.

As coisas começaram a desmoronar quando os médicos deram o diagnóstico. Foi difícil, mas Holly e Tim tentaram lidar com a situação da melhor maneira. Porém, após um acidente, Jack Peter nunca mais foi o mesmo. O garoto passou a levar uma vida restrita a desenhos e a companhia de Nick, seu melhor amigo. Mas quando os desenhos do garoto parecem "tomar vida", tudo fica completamente estranho e assustador.

"Ele também havia sido modificado por aquele dia na praia, ainda que de outra forma."

O Coração na Linha Inimiga | Elisabeth Constantino

Título Original: O Coração na Linha Inimiga
Autora: Elisabeth Constantino
Ano: 2018
Editora: Novo Século
Páginas: 224
Amazon - Site

O Coração na Linha Inimiga é um lançamento da autora nacional Elisabeth Constantino, que saiu pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da editora Novo Século.

Aqui conheceremos Jane Myer, filha de um condecorado militar inglês que fora escalado para uma importante missão na Alemanha durante a segunda guerra. Antes disso, Jane sempre fora uma menina superprotegida, mantida afastada de todos os males do mundo. Entretanto, isso muda quando a realidade dos ânimos da guerra cai como um grande balde de água fria em cima das expectativas de Jane. Dentro da uma base militar inglesa, em território alemão, ela percebe a grandiosidade da situação e o alerta que isso deve causar. Ali também ela tem contato pela primeira vez com Heinz, um jovem soldado alemão que se encontra com seu pelotão muito próximo dali.

Depois de ter cruzado as linhas das fronteiras com o inimigo, Jane vê o auge da Segunda Guerra Mundial acontecer, porém agora, viver sem seu amor não é mais uma opção. Há coisas que nem as fronteiras que nos separam podem nos barrar, o amor surge e cresce nos territórios mais hostis e cabe a um jovem casal apaixonado manter-se firme diante todas as provações da vida.

Conhecer essa improvável história de amor, foi uma grata surpresa para mim. Foi muito gostoso acompanhar Jane e Heinz, um casal que possui como principal barreira, uma guerra. Seus países são inimigos e estarem um na presença do outro já é motivo o suficiente para que a vida de ambos esteja em perigo.

Uma Visita a Salem

Era o século XVII, a escravidão ainda era uma prática legal e muito ativa nos Estados Unidos, principalmente no atual estado de Massachussets, conhecido até hoje como a Nova Inglaterra, lugar por onde os imigrantes ingleses chegaram para colonizar o país desconhecido da América do Norte. 

E foi uma dessas escravas que deu origem a uma das maiores histórias sobre bruxas dos Estados Unidos. Seu nome era Tituba, uma afro-caribenha que contava todas as noites para um grupo de amigas histórias, que ela jurava serem reais, sobre a prática do vodu pelos seus conterrâneos. As histórias de invocação de espíritos e sobre pessoas possuídas por entidades animavam as noites, mas infelizmente chegaram aos ouvidos de crianças de famílias religiosas da cidade. As crianças de 9 e 11 anos, passaram a ter alucinações e pesadelos, e, pressionadas pelo reverendo a revelarem o que as perturbavam tanto, elas admitiram que tinham tido contato com Tituba e suas amigas, e que tinham ouvido histórias sobre os rituais que aconteciam no país de origem de uma delas.



Travessuras da Minha Menina Má #3 | Otávio Bravo

Título Original: Travessuras da Minha Menina Má #3 - Après Les Seasons
Autor: Otávio Bravo
Ano: 2018
Editora: Chiado
Páginas: 560
Amazon - Site

Après Les Seasons é o último volume da trilogia do autor nacional Otávio Bravo, Travessuras da Minha Menina Má.

A passagem da "menina má" em sua vida, deixou marcas em Victor. Feridas que ainda estão longe de cicatrizarem. Neste terceiro volume, o mais longo, e, talvez o que trabalha mais a fundo a complexibilidade dos personagens, nós acompanharemos de perto a reação pós Maria Eduarda, quais as consequências de sua partida na vida de Victor e como ele, agora um homem perto dos seus 50 anos, ainda sofre por sua perda.

Victor está perdido. E em sua tentativa de se encontrar é como um efeito dominó e não parece ter volta. Morando novamente na Europa, Victor em meio ao seu vazio e solidão, rege a vida dentre festas, sexo e drogas. Suas ressalvas já não existem e mais nada parece ter sentido, apenas nos momentos em que vê no rosto de outras mulheres o rosto da sua menina má. As consequências quanto ao modo que anda levando sua existência, levam Victor ao fundo do poço e a insanidade parece flertar com ele muito mais do que a sobriedade. Mas sempre que as coisas parecem se ajeitar novamente, Maria Eduarda acaba voltando, devolvendo todo o caos que normalmente a acompanha.

Dentre os três livros, Après Les Seasons é o mais intenso. É onde sentimos em cada fibra desta leitura, as dores, as angustias e desespero em seus personagens. Victor devastado pela passagem da menina má em sua vida, como se não bastasse todas as perdas que já teve. E Maria Eduarda, assombrada por seus demônios que parecem estarem longe de deixa-la.